Família Coelho da Rocha


Por Elis de Sisti Bernardes


Dois ramos da família Coelho da Rocha, mudaram-se para o Itaperiú. Um deles descende de Aurélio Coelho da Rocha e o outro é um sobrinho-neto de Aurélio, Manoel Severo Coelho, que mudou-se por volta de 1880 para a localidade, onde tinha muitos parentes.



1. Os descendentes de Aurélio Coelho da Rocha

Aurélio José Coelho da Rocha era filho de Manoel Coelho da Rocha e Thereza Rosa de Jesus, naturais da Freguesia de Nossa Senhora do Desterro. Era neto paterno de Antonio Coelho da Rocha e Maria de Jezus, naturais da Ilha Terceira e materno de Antonio Joze e Maria Ignacia, naturais de Desterro. 

Aurélio nasceu por volta de 1782, na Freguesia de Santo Antonio de Lisboa, em Desterro, onde foi batizado no dia 01/08/1784, pelo Padre Luiz de Medeiros Correa. Foram seus padrinhos, Manoel e Thereza Joaquina, solteiros.

O pai de Aurélio mudou-se com sua família para Armação de Itapocoroy, na atual cidade de Penha, onde Aurélio casou com Mathildes Francisca na manhã do dia 02/06/1805, na Capela de Armação de Itapocoroy. Foram testemunhas Francisco Antonio e Joze Machado.

Mathildes era natural de Itajaí, filha de Antonio Machado da Veiga e Liboria de Jesus.

O casal morou em Itajaí, onde nasceram seus oito filhos: 
- Manoel Coelho da Rocha (*~1806, Itajaí)
- Maria (*18/10/1808, Itajaí)
- Gabriel Coelho da Rocha (*06/09/1813, Itajaí)
- Vicente Coelho da Rocha (*01/12/1815, Itajaí)
- José Coelho da Rocha (*03/03/1820, Camboriú)
- Anna Mathildes Coelho (*27/03/1822, Camboriú)
- Lourenço Coelho da Rocha (*Camboriú) 
- Matildes Florinda da Conceição (*~1822, Camboriú) 

Entre 1822 e 1823, o governo concedeu oito sesmarias à seis proprietários na área do Rio Camboriú, que foram os primeiros proprietários de terras em Camboriú. Aurélio foi um dos seis a receber sesmaria em Camboriú, assim sua família se estabeleceu na localidade do Canto da Praia, na atual cidade de Balneário Camboriú.

Mathildes Francisca faleceu em Camboriú. Já viúvo, aos 77 anos, Aurélio casou com Vicência Rosa Maria, no dia 28/11/1859, em Itajaí. Vicência era natural de Armação de Itapocoroy, filha de Joaquim da Cunha e Maria Rosa de Jesus. Padre João Rodrigues de Almeida celebrou a união. Foram testemunhas, João Mariano da Costa e Joaquim da Cunha. 

Aurélio Coelho da Rocha faleceu com mais de 90 anos, no dia 14 de março de 1873, no Canto da Praia, em Camboriú. Muitos dos seus descendentes mudaram-se de Camboriú para o Itaperiú e a maioria deles passou a usar apenas o sobrenome Coelho.


Filhos:


1.1 Manoel Aurélio Coelho da Rocha nasceu em Itajaí.
Casou com Florência Rosa de Jesus, filha de José Francisco Caldeira, natural da cidade de Évora em Portugal e Laureana Roza, natural da Freguesia da Lagoa da Conceição, Desterro.
Morou em Camboriú, onde teve seus filhos.



1.2 Maria nasceu no dia 18/10/1808, em Itajaí.
É provável que tenha falecido ainda criança.



1.3 Gabriel Aurélio Coelho da Rocha nasceu no dia 06/09/1813, em Itajaí. Foi batizado no dia 26 do mesmo mês na Capela de Armação de Itapocoroy. Foram padrinhos, Jose Machado e Anna Pereira.
Casou com Caetana Rosa (*28/07/1819, Desterro), filha de José Francisco Pacheco e Rosa Clara, no dia 09/10/1841, na Matriz de Itajaí. Foram testemunhas Joze Joaquim Gomes e Joze Bernardes.
Morou em Camboriú e teve filhos.



1.4 Vicente Coelho da Rocha nasceu no dia 01/12/1815, em Itajaí. Foi batizado no dia 10 do mesmo mês na Capela de Armação de Itapocoroy. 
Casou com Lucinda Rosa da Conceição (ou de Jesus, ou de Sant’Anna), filha de José Ignácio Borges e Rosa Maria de Jesus, em 24/10/1839, na Matriz de Itajaí.
Morou no Estaleiro Grande (1872-1880), em Camboriú, na atual cidade de Balneário Camboriú.
Lucinda faleceu antes de 1878, Vicente casou com Maria Rosa da Conceição, filha de Ignacio José Borges e Rosa Clara.
Vicente Coelho da Rocha faleceu no dia 21/06/1880, no Estaleiro, em Camboriú. Foi sepultado no cemitério de Camboriú.

Filhos:


1.4.1 Rosa Lucinda da Conceição (*11/04/1842, Camboriú Bat. 15/05/1842, Itajaí +06/08/1931, Itaperiú Sep: São João do Itaperiú)
Casou com Jeremias José Bernardes (*04/12/1830, Camboriú +06?/1901, Itaperiú), filho de José Francisco Bernardes e Rosa Leonarda Borges.
Moraram em Camboriú e em 1888 mudaram-se para no Itaperiú.



1.4.2 José Vicente Coelho (*01/03/1844, Camboriú +09/12/1928, Itaperiú, com febre Sep: Itaperiú)
Casou com sua sobrinha Bernardina Rosa Bernardes (Dica) (*20/07/1865, Camboriú +14/02/1929, São João do Itaperiú), filha de sua irmã Rosa Maria Lucinda da Conceição e de Jeremias José Bernardes, em 12/09/1885, em Camboriú.
Moraram em Camboriú e no Itaperiú a partir de 1888. No dia 10/04/1919, José Vicente recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de 246.840m² de terras no Itaperiú.
Ver mais em Família Bernardes
Não tiveram filhos biológicos e adotaram um filho:

- Manoel Belarmino (Manoel Vicente) (*03/06/1910 +29/05/1956) (Adotivo - Filho ilegítimo de Maria Joaquina da Rosa)
Casou com Perpétua Balbina Bernardes (*10/04/1913 +20/03/1984), filha de Esmael Francisco Bernardes e Balbina Maria da Graça, no dia 25/01/1936.
     - Eulalia Bernardes Belarmino (*~1937 +17/01/1957)
     - Maria Perpétua Belarmino (*~1943)
     - João Manoel Belarmino (*~1950)
     Casou com _ Cavilha
     Casou com Valderena Antonia Dionisio, em 06/01/1973


1.4.3 Anna Lucinda Rosa (*~1846, Camboriú) 
Casou com Francisco José Bernardes, filho de Marcellino José Bernardes e Florinda Rosa de Jesus.
Moraram em Camboriú e no Itaperiú.
Muitos de seus filhos usaram o sobrenome Coelho.



1.4.4 Manoel Coelho da Rocha (*~1850, Camboriú +Após 1899). Sabia escrever.
Casou com Anna Maria Francisca Garcia (*24/05/1857, Camboriú), filha de João Francisco Garcia e Maria Bernardina da Conceição. Moraram no Itaperiú (1899).
Filhos:

- Engracia (*16/04/1876, Garcia, Camboriú)


1.4.5 Florinda (*~1852, Camboriú +Após 1880)


1.4.6 Gabriel Coelho da Rocha (*~1856, Camboriú +10/06/1924, Itaperiú, com falta de ar). Sabia escrever.
Casou com Margarida Emilia Rebello (*~1858, Camboriú +Após 1925), filha de Manoel José Rebello e Maria Claudina da Silva, em 04/12/1880, em Camboriú.
Moraram em Camboriú e mudaram-se para o Itaperiú antes de 1898.
Gabriel foi Juiz de Paz do Distrito de Barra Velha, em 1907 e 1909. Margarida foi professora no Itaperiú.
Filhos:

- João (*08/09/1880, Estaleiro, Camboriú Bat. 20/01/1881, Camboriú Padr: Manoel Coelho da Rocha e sua mulher Anna Francisca Garcia)

- Catharina Coelho da Rocha (*25/11/1882, Estaleiro, Camboriú Bat. 15/01/1883, Camboriú Padr: Rosendo José Rebello e Maria Casemira Rebello +Entre 1905-1910)
Casou com seu primo Onofre José Bernardes (*29/12/1870, Camboriú +20/07/1950, São João do Itaperiú), filho de Jeremias José Bernardes e Rosa Lucinda da Conceição e irmão de José Jeremias Bernardes (Juca), no civil em 25/06/1904, no Itaperiú.

- Amaro Coelho da Bella Cruz (Amaro Gabriel) (*~1885, Camboriú +Após 1945). Sabia escrever.
Casou com Anna Lucinda Garcia (*24/05/1893, Itaperiú +1915, Itaperiú, parto), filha de sua prima Lucinda Rosa Bernardes e neta de Rosa Lucinda da Conceição, em 12/12/1914. Anna morreu no parto do primeiro filho, que também faleceu.
Casou com Luiza Bernardina Coelho (*~1888 +Após 1945), filha de Sotero José CoelhoBernardina Caetana de Farias, em 21/09/1915.
     - Nair Coelho (*15/05/1920, Itaperiú +17/04/1998, São João do Itaperiú Sep: Santo Antonio)
     Casou com Anisio Petronilho Borba (*31/03/1916, Itaperiú +Após 1998), filho de Petronilho Francisco de Borba e Cesarina Ignez Garcia, no dia 31/05/1945, no cartório de Barra Velha. Moraram no Porto do Itaperiú, em São João do Itaperiú. [Ver filhos em Família de José Felicio de Borba]

- Maria (*04/08/1885, Camboriú Bat. 23/03/1886, Camboriú Padr: José Francisco Bernardino e sua mulher Maria Lucinda Coelho)

Rodolpho (*08/09?/1888, Camboriú Bat. 06/10/1888, Camboriú Padr: José Fortunato da Silva e sua mulher Isabel Maria Rebello)

Vicente Gabriel Coelho (*~1894, Camboriú +Após 1924). Foi negociante. Solteiro em 1924.

Theophila Margarida Coelho da Rocha (*05/03/1894 +11/06/1919, Itaperiú, de influenza). Sabia escrever.
Casou com seu primo José Jeremias Bernardes (Juca) (*29/08/1872, Camboriú +16/07/1937, São João do Itaperiú), filho de Jeremias José Bernardes e Rosa Lucinda da Conceição e irmão de Onofre José Bernardes, em 03/09/1910, no Itaperiú.

Lucinda Coelho (*~1896, Camboriú). Solteira em 1924.

- Gabriel Ceriaco Coelho (*16/03/1899 +14/03/1973 Sep: São João do Itaperiú). Foi negociante.
Casou com Luiza Catharina de Carvalho (*30/04/1903, Joinville +15/12/1971, Joinville Sep: São João do Itaperiú), filha de Olavo Baptista de Carvalho e Antonia Cidral da Costa, no dia 25/07/1925, no Itaperiú.
Moraram no Itaperiú e mudaram-se para Joinville após 1950.
Filhos:
     - Maria Auta Coelho (Mariquinha) (*12/09/1927, Itaperiú +08/05/2011 Sep: São João do Itaperiú)
     Casou com Acurcio de Ávila (*16/01/1926 +18/11/2001 Sep: São João do Itaperiú), filho de Amaro José de ÁvilaAdalgiza Rosa Bernardes, em 23/11/1946, no Itaperiú. Moraram no Centro de São João do Itaperiú.
     - Cecilia Ramos Coelho (*24/05/1929)
     Casou com Osny Germano Boemer (*26/06/1926, Canoinhas), filho de Teobaldo e Maria Boemer, moradores de Blumenau, no dia 14/06/1949, em Barra Velha.
     - Atanagildo (*~1929)
     - Gabriel (*~1934)
     - Luizilda Margarida Coelho (*~1936 +06/08/1945, São João do Itaperiú, de queimaduras Sep: São João)
     - Antonio Catarina (*~1936)
     - João (*~1937)
     - Margarida (*~1938)
     - Wilma Luiza (*~1941)
     - Aderbal (*~1947)
     - Valdelina (*~1952) 


1.4.7 Domingos Coelho da Rocha (*~1858, Camboriú +Após 1880). Sabia escrever.
Casou com Maria Jozé da Conceição (*~1864), filha de José Thomas de Espindola e Maria Rosa da Conceição, em 15/11/1880, em Camboriú.

- João (*19/05/1885, Estaleiro, Camboriú Bat. 02/04/1886, Camboriú Padr: Agostinho José de Espindola e a avó materna)


1.4.8 João Coelho da Rocha (*~1860, Camboriú) 


1.4.9 Maria Lucinda Coelho (*20/07?/1864, Camboriú) 
Casou com José Francisco Bernardes (ou José Francisco Bernardino) (*~1839), filho de Bernardino José Bernardes e Anna Rosa de Jesus, em 24/02/1879.



Filhos de Vicente com Maria Rosa da Conceição:


1.4.10 Maria (‘*06/04/1879, Estaleiro, Camboriú Bat. 07/06/1879, Camboriú Pad. Joaquim Anastacio Pereira e sua mulher Guilhermina de Souza Medeiros) 



1.5 José Coelho da Rocha nasceu no dia 03/03/1820, em Camboriú.

Casou com Maria Francisca de Jesus, nascida por volta de 1830, em Camboriú, filha de Manoel Ignacio Borges e Francisca Maria da Conceição. A família de seu sogro, mudou-se para o Itapocú, na Freguesia de Barra Velha, após 1850, estabelecendo-se no Itapocú, num local também denominado na época de Tabuleiro Grande, então pertencente à Freguesia de Paraty, onde José e Maria Francisca também fixaram residência. 

Na Freguesia de Barra Velha nasceram os filhos do casal: Norberto José Coelho, Sotero José Coelho, Deolinda Maria Coelho, Feliciano José Coelho, Antonio José Coelho, Manoel José Coelho, José e Francisca. Os filhos aprenderam a ler e a escrever, crescendo numa família numerosa.

José faleceu entre 1873 e 1874, deixando Maria Francisca viúva.

As terras da família, localizava-se nas margens do Rio Itapocú, que era a principal via de locomoção na época. A família possuía um barco que utilizava para comprar e vender mercadorias e com ele iam até Penha, Itajaí e Camboriú, que eram vilas maiores e onde tinham familiares. Um outro local frequentado era o Porto do Itaperiú, próximo ao Itapocú. 

João Leal de Souza Nunes tinha uma serraria no Itaperiú, localizada onde hoje é o Centro de São João do Itaperiú, no km 6 da Rodovia SC 415, e resolveu arrendá-la, pois por ser um local pouco habitado, não conseguia empregados. Feliciano e seu irmão Norberto decidiram arrendar a serraria. Toda a família se muda então para o Itaperiú, onde os filhos foram negociantes e lavradores e com o casamento destes, a família teve grande descendência no Itaperiú.

No ano de 1881, Sotero e Feliciano requereram terras no Itaperiú juntamente com o primo materno Joaquim Felicio Borges.

Maria Francisca faleceu entre 1894 e 1921.

Filhos:


1.5.1 Norberto José Coelho (*~1852, Camboriú +Após 1924). Sabia escrever e se assinava Norberto Joze Coelho.
Casou com Francisca Maria Borges (*~1863, Itapocoroy +14/02/1896, na casa da sogra Maria Francisca Coelho, de febre Sep: Itapocú), filha de Lodovino Antonio Francisco e Maria Joaquina Ignacia Borges, moradores de Penha, no dia 06/01/1878, no cartório de Penha. Foram testemunhas: João Vieira Espindula, negociante, residente em Penha e Joaquim Felicio Borges, lavrador, residente no Itapocú. Moraram no Itaperiú.
Filhos:

- Maria Francisca Coelho Borges (*~1878, Barra Velha +Após 1913)
Casou com José Sabino dos Santos (*~1871, Camboriú +Antes de 1900), filho de João Sabino da Cunha e Anna Rosa da Cunha, morador no Itaperiú, em 17/04/1897, no Itaperiú e viuvou.
Filhos com José:
     - [Ver em Família Sabino]
Após viuvar, Maria Francisca casou com Ambrozio Manoel da Cunha (*~1873, Camboriú), filho de Manoel Cunha de Souza e Victalina Francisca da Costa, em 03/06/1900, em Barra Velha.
Filhos com Ambrozio:
- João Norberto Coelho (*05/06/1885 Bat. 14/10/1885, Barra Velha Pad: Feliciano José Coelho e Maria Rosa Bernardes +20/01/1970 Sep: Santa Cruz) 
Casou com Engracia Maria da Conceição Borba (*16/04/1887 +07/06/1969 Sep: Santa Cruz), filha de Marciano Gonçalves de Souza e Maria Luiza de Borba, no civil em 29/09/1910, e em 18/05/1913 na igreja, no Itaperiú.
Moraram no Itaperiú, no Morro dos Monos.
Filhos:
     - Maria Engracia Coelho (*~1912 +14/04/1940, Morro dos Monos Sep: Itaperiú). Solteira.
     - Conceição Ingracia Coelho (*31/08/1914, Itaperiú)
     Casou com Arlindo Quintino Correa (*27/12/1914, Itaperiú +01/06/1993, Joinville Sep: Santa Cruz), filho de Quintino Correa da Silva e Leonidia Maria de Azevedo, moradores no Morro dos Monos, no dia 21/07/1938, em Barra Velha. Moraram no Morro dos Monos, em São João do Itaperiú. Filhos: [Ver filhos em Família Correa da Silva].
     - Leonidia Ingracia Coelho (*10/04/1922 +Antes 2006)
     Casou com José Leopoldo da Rocha (Dedé) (*27/07/1915, Itaperiú), filho de Leopoldo Cypriano da Rocha e Rosa Lucinda Garcia, no ano de 1939 e no civil em 06/02/1943, em Barra Velha. Filho: José Leopoldo da Rocha Filho.
     - Ana Ingracia Coelho (*21/07/1929 +18/08/1989 Sep: Santa Cruz)
     Casou com _ Gonçalves.

- Theordilina Francisca Borges (*~1889 +19/06/1979, Joinville)
Casou com seu primo José Zeferino da Rosa (*~1888, Barra Velha +Antes 1979), filho de Zeferino José da Rosa e Deolinda Maria Coelho, morador no Itaperiú, no dia 08/11/1913, na casa de seu pai, no Itaperiú. Filhos:
     - Atanasio Rosa (*~1914). Morou em Joinville.
     - João Rosa (*~1918)
     - Donaria Rosa (*~1931)
     - Walvito Rosa (*~1934)

- José Norberto Coelho (*20/07/1895, Itaperiú +23/07/1973, Joinville) 
Casou com Antonia Generosa Garcia (*16/07/1896, Itajaí +31/05/1975, Joinville), filha de Thomas Francisco Garcia e Generosa Verginia da Rocha, naturais de Camboriú, moradora no Morro dos Monos, no dia 06/08/1920, no cartório de Barra Velha e no dia 11/09/1921, na Capela de Itaperiú. Moraram em Santa Cruz.
     - Generosa Coelho (*13/09/1925, Itaperiú)
     Casou com Rudolfo Dobner (*10/10/1916, Joinville +23/09/1995, Joinville), filho de Carlos Dobner e Luiza Muller, no dia civil 02/10/1948, em Santa Cruz. Rodolfo era pedreiro, morador na Estrada Santa Catarina, em Joinville. Moraram em Joinville. Filhas: Alcinira (*~1950) Alcinete (*~1952), Vania (*~1975) e Vanice (*~1975).

Viúvo, Norberto casou novamente com Maria Margarida Cunha (*27/01/1858, Camboriú), filha de Luciano Pedro Vieira e Margarida Genoveva da Cunha, em 30/04/1898, no Itaperiú.


1.5.2 Sotero José Coelho (*~1852, Camboriú +Entre 1906 e 1915). Sabia escrever, e apesar de em alguns registros seu nome constar como Suterio, Silverio, entre outros, ele se assinava Sotero. Em 29/12/1880, foi nomeado oficial do 8º Batalhão de Infantaria e para a 2ª seção do Batalhão de Reserva da Guarda Nacional do município de São Francisco do Sul. No 8º Batalhão ocupou o cargo de Alferes. Foi Juiz de Paz de Barra Velha em 1891.
Casou com Bernardina Caetana de Farias (*11/02/1865, Barra Velha +Entre 1927 e 1934), filha de Joaquim José Duarte e Luisa Caetana de Farias, em 31/07/1886, na Matriz de Barra Velha. Foram testemunhas: Miguel Leal de Souza Nunes e Norberto Joze Coelho. Moraram no Itaperiú.
Filhos:

- Luiza Bernardina Coelho (*~1888)
Casou com Amaro Coelho da Bella Cruz (Amaro Gabriel) (*~1885), viúvo de Anna Lucinda Garcia, filho de Gabriel Coelho da Rocha e Margarida Emilia Rebello, no dia 21/09/1915.

Maria Bernardina Coelho (*20/08/1891, Itaperiú)
Casou com Leonidas Faria Machado (*09/08/1887, Barra Velha +Após 1920), filho de Francisco Faria Machado e Maria Balbina Walter, no dia 28/09/1912, no cartório do Itapocú.
     - [Ver filhos em Família Faria Machado]

- José Sotero Coelho (*06/11/1893, Itaperiú +Após 1919)

- Catulino Soterio Coelho (*01/03/1896)
Casou com Maria Felisbina da Veiga (*27/09/1910, Itapocú), filha de João Damasceno da Veiga e Felesbina Mathildes de Jesus, moradora no Itaperiú, no dia 26/03/1927, em Barra Velha.
     - José Gonçalo Coelho (*10/01/1940, Barra Velha). Mudou-se para Butantã, em São Paulo, onde foi comerciário.
     Casou com Francisca Ortega Bermudes (*10/02/1936, Catanduva, SP) filha de José Ortega Montero e Catalina Bermudes Anya, em 1963, no Butantã, em São Paulo.

- Aguida Bernardina Coelho (*05/02/1902 +Após 1970)
Casou com Miguel José de Carvalho (*29/09/1906, Itaperiú +15/06/1970, Joinville Sep: Joinville), filho de José Agostinho de Carvalho e Maria da Conceição, no dia 24/02/1934, na casa de Amaro Coelho de Bella Cruz, no Itaperiú. Moraram em Joinville, onde Miguel foi operário. Não tiveram filhos.


1.5.3 Deolinda Maria Coelho (*05/12/1854, Camboriú? Bat. 27/08/1855, Penha Pad: Thomás Francisco da Rosa e Deolinda Rosa de Jesus +25/09/1921, Itaperiú, de influenza Sep: Itaperiú) 
Casou com Zefirino José da Rosa (**30/04/1855, Barra Velha +Após 1922), filho de José Francisco da Rosa e Felicidade Maria de Jesus, na casa de Antonio José Duarte e foi celebrado pelo Padre Missionário José Maria Cybeo.
Moraram no Itaperiú antes de 1890.


1.5.4 Feliciano José Coelho (*~1854, Barra Velha +30/05/1931, Itaperiú Sep: São João do Itaperiú). Sabia escrever.
Casou com Maria Rosa Bernardes (Mariquinha) (*11/07/1862, Camboriú +07/10/1937, São João do Itaperiú), filha de Jeremias José Bernardes e Rosa Lucinda da Conceição, em 02/10/1880, em Itajaí. Moraram no Itaperiú e no Itinga, em Barra Velha. No dia 10/12/1923, Feliciano José Coelho recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de 189.900,00m² de terras no Braço do Itaperiú, e no dia 11/01/1924, a concessão de 755.700m² de terras no Braço do Itaperiú.



1.5.5 Antonio José Coelho (*03/06/1857, Barra Velha Bat. 03/08/1857, Penha Padrinhos: Christiano Fernandes de Castro e Anna Matilde de Jesus +Após 1931). Sabia escrever. Foi negociante.
Casou com Belmira Lucinda da Silveira (*28/11/1864, Barra Velha +Entre 1899-1901), filha de Manoel José da Rosa Silveira e Lucinda Rosa da Silveira, no dia 20/01/1894, em Barra Velha. Moraram no Itaperiú. Foi Inspetor de quarteirão.
Filhos:

- Ananias Maria Coelho (*~1894, Barra Velha +24/07/1963, Joinville, diabetes e reumatismo Sep: Joinville). Sabia escrever.
Casou com Alfredo Faria Machado (*~1887, Barra Velha +21/11/1957, Joinville, diabetes Sep: Joinville), morador no Itaperiú, filho de Francisco Faria Machado, natural de Portugal e Maria Balbina Walter, no dia 07/12/1912, no Itaperiú. Ele foi estivador. Moraram em Joinville.
- Cezarfino Antero Coelho (*03/01/1897, Itaperiú, Barra Velha)
Casou com Clarinda Maria Caetana (*22/01/1895), filha da Hermelindo Antonio Caetano e Maria Thomasia de Carvalho, em 03/01/1920, no Itaperiú.

- Thiophila Belmira Coelho (*~29/12/1899 +28/01/1900, Itaperiú Sep: Itapocú)


1.5.6 Manoel José Coelho (*26/07/1860, Taboleiro Grande, Paraty Bat. 23/10/1860, Penha Padrinhos: Joaquim Felício Borges e Francisca Maria da Conceição +04/11/1922, Salto do Rio Itapocú, Barra Velha, de influenza Sep: Itapocú). Sabia escrever.
Casou com Emilia Joaquina Pereira (*18/12/1873, Itaperiú, Barra Velha +Após 1926), filha de João Antonio Appolinario da Silva e de Joaquina Pereira do Nascimento, no dia 01/02/1890, na Igreja de Penha e no dia 10/02/1890, no cartório de Barra Velha. Moraram no Itaperiú e na Beira do Rio Itapocú (1917-1922), no Bananal (Guaramirim) (1918).
Filhos:

- José Manoel Coelho (*01/09/1891, Itaperiú)
Casou com Maria Antonia Porcena Borges (*18/09/1903), filha de Silvino Borges da Conceição e Porcina de Sousa Borges, em 04/12/1920.
     - Esther (*10/1924, Barra Velha +29/12/1924, Barra Velha, de febre Sep: Itapocú)

- Gervazio Coelho (*28/02/1896, Itaperiú +08/04/1917, Beira do Rio Itapocú, de febre Sep: Itapocú)

Maria Emilia Coelho (*~1899)
Casou com João Anacleto Ramos (*~1890), filho de Bernardino Albino Ramos e Licaldina Alexandrina de Pinho, morador no Bananal (Guaramirim), no civil dia 25/05/1918, no Itapocú.

- João Manoel Coelho (*09/01/1903)
Casou com Angela Maria dos Santos (*08/08/1909, Barra Velha), filho de Vergilio Ledovino dos Santos e Maria das Neves, no dia 17/04/1926.

- ... Coelho

- ... Coelho

- ... Coelho


1.5.7 José (*23/02/1864, Barra Velha Bat. 11/12/1864, Barra Velha Padrinhos: Justino Francisco Garcia e Clarinda Luísa Garcia, casados)


1.5.8 Francisca Maria Coelho (*29/11/1865, Barra Velha Bat. 20/09/1866, em Barra Velha Padrinhos: Ignacio Francisco da Rosa e Clementina Francisca Rosa +Após 1897). Não aprendeu a escrever.





Os escravos de José Coelho da Rocha e Maria Francisca:

José Coelho da Rocha teve os escravos: Marcelina, Joaquina Francisca e João.

1. Marcellina (*10/06/1831 Bat. 10/07/1831, Itapocoroy Padr: Francisca, escrava do tenente José Ignácio Borges, irmão de Manoel +Após 1873). Nasceu escrava, filha da escrava Rosa, de Manoel Ignacio Borges e em 03/08/1873 já pertencia a José Coelho da Rocha e Maria Francisca Borges.
Filhos:




2. Joaquina Francisca de Jesus (Joaquina Francisca Coelho, ou Joaquina Maria Coelho) (*Camboriú +Após 1890), parda.
Filhos:

Margarida Joaquina de Jesus (*~1861, Barra Velha +Antes 1928). Morou no Itaperiú (1890-1896).
Solteira, com Albino Soares (+Antes 1928), teve os filhos:
          - Tiburcio Albino Soares (*~1887, Barra Velha)
          Casou com Maria Anna do Rosario (ou Maria Rosa) (*~1888 +15/11/1917, Barra Velha, de parto Sep: Itapocú)filha de Maria Rita da Cruz, no dia 28/03/1910, no cartório do Itapocú.
                    - José (*~1912)
                    - Margarida (*~1913)
                    - Santino (*~1915)
                    - Rita (*~1916)
          Viúvo, Tiburcio casou com Maria Joanna da Cunha, filha de Eduardo da Cunha e Joanna Luiza, no cartório de Barra Velha. Moraram no Itaperiú.
                    - Rosa (*09/12/1928)
          - Maria (*01/06/1890, Itaperiú +01/06/1890, Itaperiú Sep: Itapocú)
          - Valdemiro (*30/04/1892, Itaperiú)
Casou com Laurindo Bertulino de Paula (*~1874, Paraná), morador no Itaperiú, filho de Narciza Adriana Tavares de Jesus, natural do Paraná, no dia 14/01/1896, na casa do Major Miguel Soares da Rocha. Foram testemunhas: Francisco Bento da Silva, 32 anos, lavrador, no Ribeirão da Corda; Marcellino José Perpetua, 23 anos, lavrador, no Itaperiú; e Maria Isabel da Conceição, 46 anos, lavradora, no Itapocú. Também estavam presentes: Pedro Francisco de Borba e Maria Magdalena Brenaisen, Miguel Soares da Rocha, Christina Maria Breneisen Rocha e Alzira Olegario Brenaisen.

- Marcellino (Marcellino José Perpetua), pardo, nascido sob a Lei do Ventre Livre (*07/01/1873, Barra Velha Bat. 03/02/1873, Barra Velha Padr: João e Marcellina, escravos de Maria Francisca Coelho +Após 1924). Não sabia escrever. Foi lavrador. Morou no Itaperiú (1890-1894), no Itapocú (1901) e no Ribeirão do Salto na Beira do Rio Itapocú (1923-1925).
Casou com Francisca Elicia de Jesus (*07/07/1873, Barra Velha, livre), preta, moradora no Itapocú, filha de Affonso José Ignacio, ex-escravo de Manoel Francisco da Rosa, e de Elisa Jacintha de Jesus, ex-escrava de Manoel José da Rosa Silveira. no dia 24/05/1890, na Igreja Matriz da Freguesia da Penha do Itapocoroy, pelo Revº Padre Vicente de Argenzio, e no mesmo dia, no Cartório de Barra Velha. Foram testemunhas: Silverio Affonso José Ignacio, 21 anos, lavrador, residente no Itapocú; e Gregório Luiz da Silva, 38 anos, lavrador, residente no Itaperiú.
          - Antonio Marcellino Marçal (*07/07/1890, ou 07/06, Itapocú, Barra Velha +02/05/1958)
          Casou com Lindolpha Salustiana de Jesus (*08/05/1894 +10/05/1926, casa de Horacio Jose Sant'Anna, Itapocú, de febre espanhola Sep: Itapocú), filha de Zeferino José Ignacio e de Salustiana Thereza de Jesus, e enteada de seu tio materno Horacio José Sant'Anna, no dia 08/12/1923, no cartório do Itapocú. Filho: Antonio (*~1924).
          - Juvenal Marcellino Oflazio (*22/03/1894, Itaperiú, Barra Velha)
          Casou com Constancia Luiza de Jesus (*~1888), moradora no Itapocú, filha de Luiza de Jesus, no dia 03/01/1914, no cartório do Itapocú.
          - Maria (*~1895 +21/05/1901, Itapocú, de febre Sep: Itapocú)
          - José (*~09/1903 +24/03/1903, Itapocú, de ataque Sep: Itapocú)

- Antonia (*03/12/1876, Barra Velha Bat. 08/04/1877, Barra Velha Padr: Soterio José Coelho e Maria Francisca Coelho)


3. João. Escravo em 03/08/1873.





1.6 Anna Mathildes Coelho (*27/03/1822 +13/03/1872, Canto da Praia, Camboriú, de apoplexia?) 
Casou com Christiano Fernandes de Castro, filho de Manoel Fernandes e Delfina Rosa, em 22/10/1843.



1.7 Lourenço José Coelho (*~1807 +) 
Casou com Clara Maria do Nascimento (*Santo Antônio de Lisboa, Desterro +), filha de pais incógnitos, no dia 02/03/1840, em Porto Belo. Foram testemunhas Vicente Coelho e Faustino do Nascimento.
Morou em Itajaí e nas Laranjeiras de Camboriú (1860).
Filhos:

1.7.1 Francisca Coelho (*14/12/1841, Itajaí Bat. 01/01/1842, Itajaí). Filha de pai desconhecido:
     - Fausta (*25/07/1863, Itajaí)


1.7.2 Rosa (*10/03/1844, Itajaí)


1.7.3 Maria Clara do Nascimento Coelho (*~1848, Itajaí +Antes 1940)
Casou com Emidio Pinto Correia (+Entre 1888 e 1940), filho de Balthazar Pinto Correa e Ana Custódia de Amorim. Moraram no Sertão em Camboriú e em Itajaí no Rio Pequeno.

- José (*18/05/1864, Gaspar Bat. 11/07/1864, Gaspar +)

- Cipriana Amara de Amorim (*15/01/1868, Sertão, Camboriú Bat. 28/05/1868, Camboriú Pad: José Pinto Correa e Cipriana Rosa de Jesus)
Casou com José Ferreira de Araújo, filho de Joaquim Ferreira de Araújo e Bernardina Josefa do Espírito Santo. Filhos: Maria Ferreira (*26/11/1891, Gaspar)

- Bonifacio Pinto Correia (*~1871 +09/08/1946, Itaperiú Sep: São João de Itaperiú)
Casou com ... (+Antes 1946)
     - Ver filhos em Família Pinto Correia

- João (*26/12/1871, Itajaí Bat. 06/12/1872, Capela de Nossa Senhora das Dores, da Colônia Itajaí, Brusque Pad: João Anacleto Cardoso e Sebastiana Maria de Jesus)

- Anna (*05/07/1873, Itajaí Bat. 07/10/1873, Capela Nossa Senhora das Dores, da Colônia Itajaí, Brusque Pad: Bernardino José Bernardes Sobrinho e Veríssima da Cunha)

- Duvirges (*17/10/1887, Brusque Bat. 13/06/1888, Brilhante, Brusque Padr: Antonio Basilio da Silva e Maria Belisaria Pacheco). Gêmeo de Manoel.

- Manoel (*17/10/1887, Brusque Bat. 13/06/1888, Brilhante, Brusque Padr: José Marcelino da Silva e Rita Augusta de Jesus). Gêmeo de Duvirges,

- Luiz Emidio Pinto Correa (*~1888 +19/05/1940, Ribeirão do Salto, São João do Itaperiú Sep: Santo Antonio)
Casou com Amelia Luiz (+Após 1942), no cartório de Ilhota. Filhos: 


1.7.4 Manoel Filipe Coelho (*~1850, Itajaí). Morou na Praia Brava, em Itajaí.
Casou com Maria Clara da Conceição (*~1854, Itajaí), filha de José Claudino de Freitas do Nascimento e Maria Ignacia da Conceição, moradores na Nova Descoberta, no dia 12/12/1874, na Igreja Matriz de Itajaí. Foram testemunhas: Emídio Pinto Correa, casado, morador no Rio Pequeno, e Julião Machado da Silva, casado, morador nesta vila de Itajaí.


1.7.5 Alexandrina Clara Coelho (*~1852, Itajaí +10/02/1933, Itaperiú, dizia no óbito que ela tinha 92 anos Sep: São João do Itaperiú).
Casou com Severino Ricardo Gonçalves Ribeiro (*12/06/1846, Porto Belo Bat. 22/08/1846, Porto Belo Padr: José Manoel e Candida Maria da Conceição +02/07/1909, Arraial dos Cunhas, Itajaí, de hydropesia Sep: Itajaí), filho de Ricardo Gonçalves Ribeiro e Maria Luísa de Lima, no dia 05/02/1869, na Igreja Matriz de Itajaí. Foram testemunhas: Policarpo Gonçalves Ribeiro e Emidio Pinto Correia. Moraram no Arraial dos Cunhas, em Camboriú e no Nova Descoberta, em Itajaí e viúva ela mudou-se com alguns filhos para o Itaperiú.
Filhos:

- João Severino Gonçalves Ribeiro (*~1869)
Casou com Anna Domingas do Nascimento (*~1875), filha de Manoel Amaro do Nascimento e Maria Eugenia das Neves, no dia 04/10/1894, na Matriz de Itajaí. Moraram no Arraial dos Cunhas, Itajaí.
Filhos:
          - Maria (*12/08/1895, Arraial dos Cunhas, Itajaí)
          - Lauro (*23/12/1896, Itajaí
          Casou com Anna Muller, no dia 15/01/1927, em Gaspar.
          - Clarinda (*12/08/1898, Itajaí)
          - Aurora (*28/04/1900, Itajaí)
          Casou com Manoel Maximiano da Silva, no dia 18/05/1946, em Itajaí.
          - Antenor (*28/04/1903, Itajaí +~1908, Itajaí)
          - Severino (*01/09/1907, Itajaí) 
          Casou com Cecilia Casas, no dia 28/08/1948, em Rio Negrinho.
          - Erondina Anna (*22/07/1910)
          - Luiz (*29/03/1911)
          - Geraldino (*24/09/1911, Itajaí). Gêmeo de Geraldo. 
          Casou com Claucia Philipps, no dia 19/11/1932, na Matriz de Itajaí
          - Geraldo (*24/09/1911, Itajaí). Gêmeo de Geraldino.
          Casou com Isabel Maria Quintino, no dia 24/09/1934, em Larajeira. 
          Viúvo, Geraldo casou com Prudencia Joaquina Klock, no dia 18/11/1968.
          - Oswaldo (*28/12/1912, Itajaí) 
          Casou com Hilda Batista, no dia 10/07/1948, em Gaspar.


- Maria Alexandrina Gonçalves (*~19/09/1871, Itajaí Bat. 19/01/1872, Itajaí Padr: João Ricardo Gonçalves e Maria Luiza de Simas). Moradora no lugar Nova Descoberta, em Itajaí.

Casou com Gravicio Cardoso Mafra (*~1862, Itajaí), filho de José Cardoso Ferreira e Constança Mafra da Silva, morador no lugar Nova Descoberta, no dia 14/09/1895, em Itajaí. Moraram em Itajaí, onde tiveram mais de 10 filhos.

- José Severino Gonçalves (Ribeiro) (*22/05/1873, Itajaí Bat. 07/10/1873, Nossa Senhora das Dores, Itajaí Padr: Emidio Pinto Correa e Maria Rosa de Jesus +14/10/1918, Itaperiú, perto de sua residência, enforcado Sep: Itaperiú). Morou no Itaperiú.
Casou com Anna José de Jesus (*Itajaí +Entre 1910-1918), filha de José Clemente Pereira e Maria Damasia de Jesus, no dia 02/11/1900, na Matriz de Itajaí.
Filhos:
          - Agenor José Gonçalves (*~1902)
          - Maria Anna Ribeiro (*25/12/1906, Itajaí)
          Casou com Manoel Antonio Galdino (*14/08/1900, Barra Velha), filho de Galdino Rodrigues de Medeiros e Carolina Joaquina de Jesus, moradores no Itinga, no dia 13/03/1928, no cartório de Barra Velha. Filhos: Anna (*09/07/1924) e José (*24/05/1927).
          - Antonio Gonçalves (*~1910)
Viúvo, José casou com Maria Juliana Francisca. Moraram no Itaperiú.
Não tiveram filhos.

- Gabriel Severino Gonçalves (Ribeiro) (*~1877, Itajaí +Antes 1933)
Casou com Maria José de Jesus (*Itajaí), filha de José Clemente Pereira e Maria Damasia de Jesus, no dia 30/07/1899, na Matriz de Itajaí.
Filhos:
          - Amelia (*22/09/1905)
          Casou com Sebastião Linhares, no dia 28/10/1950, em Itajaí.

- Eleutheria Alexandrina Gonçalves (Ribeiro) (*01/03/1879, Nova Descoberta, Itajaí Bat. 25/03/1879, Itajaí Padr: Francisco Antonio da Cunha e sua mulher Maria Pereira da Silva +Antes 1926)
Casou com José Manoel Coelho (+Antes 1926), filho de Manoel Felippe Coelho e Maria Narcia do Nascimento, no dia 15/05/1902, na Matriz de Itajaí. Moraram no Arraial dos Cunhas, em Itajaí.
Filhos:
          - Leonicio José Coelho (*11/02/1902, Itajaí +26/02/1967, São João do Itaperiú Sep: São João do Itaperiú)
          Casou com Rosa Maria Pereira (*03/02/1906 +28/05/2000 Sep: São João do Itaperiú), filha de José Cardoso Pereira e Maria Clara Pereira, moradores no Arraial dos Cunhas, no dia 24/04/1926, no cartório de Itajaí. Moraram em São João do Itaperiú.
                    - Jose Leonicio Coelho (*21/08/1945 +23/08/2001 Sep: São João do Itaperiú)
                    Casou com Rosa da C. (*27/12/1941 +07/03/2009 Sep: São João do Itaperiú)


- Eduarda Alexandrina Gonçalves Ribeiro (*13/10/1880, Nova Descoberta, Itajaí Bat. 23/04/1881, Itajaí Padr: João Serafim Anacleto e sua mulher Sebastiana Maria do Espirito Santo)
Casou com Estevam Manoel dos Santos, filho de Manoel Bittencourt dos Santos e Angelica Rosa de Jesus, no dia 29/05/1900, na Matriz de Itajaí.

- Antonio Severino Gonçalves (*~1881)
Casou com Bernardina Maria de Amorim (*~1878), filha de Emidio Pinto Corrêa e Maria Clara do Espirito Santo, no dia 26/09/1905, na Matriz de Itajaí.
Filhos:
          - Heitor (*24/04/1906, Itajaí)
          Casou com Maria Rebello, no dia 21/10/1934.
          - Alexandrina (*09/10/1912)
          - Osni Antonio (*24/12/1912)

- Clara Gonçalves Ribeiro (*10/07/1882, Sertão dos Cunhas, Camboriú Bat. 02/09/1882, Camboriú Padr: Manoel Filipe Coelho e sua mulher Anna Maria de Jesus +Antes 1933)
Casou com Bonifacio Pinto Correia (*~1871 +09/08/1946, Itaperiú Sep: São João de Itaperiú), filho de Emidio Pinto Correia e Maria Clara do Nascimento Coelho, no cartório de Itajaí e no dia 15/12/1900, na Matriz de Itajaí. Moraram em Itajaí e no Itaperiú (1929).
Filhos:
          - [Ver filhos em Família Pinto Correia]

- Rosa (*19/09/1883, Nova Descoberta, Itajaí Bat. 29/03/1884, Itajaí Padr: Policarpo Gonçalves Ribeiro e sua mulher Mariana? Leonor da Silva +Antes 1933)

- Saturnino Gonçalves Ribeiro (*07/07/1885, Nova Descoberta, Itajaí Bat. 13/08/1885, Itajaí Padr: Silvino Antonio Leite e sua mulher Jesuina Maria da Conceição)
Casou com Alexandrina Sebastiana de Jesus (*~1891), filha de João Serafim Anacleto e Sebastiana Maria de Jesus, no dia 04/09/1909, na Matriz de Itajaí.
Filhos com Alexandrina:
          - Julieta (*16/06/1910)
          - João (*21/05/1913, Itajaí)
          - Doralicia Maria (*12/02/1915, Itajaí)
Viúvo, Saturnino casou com Maria Saramento, no dia 21/09/1925.

- Olympio Severino Gonçalves (*25/07/1887, Nova Descoberta, Itajaí Bat. 19/11/1887 Padr: José Marcelino da Silva e Rita Augusta de Jesus). Morou no Brilhante.
Casou com Virginia Maria Deolinda (*~1895), filha de Manoel Vicente e Maria Deolinda, moradora no Brilhante, no dia 11/01/1913, na Capela do Brilhante, em Itajaí.
Filhos:
          - Soare (*11/10/1917)

- Ricardo Severino Gonçalves (*28/10/1889, Nova Descoberta, Itajaí Bat. 25/11/1889, Itajaí Padr: Francisco Antonio da Cunha e sua mulher Maria Pereira da Cunha)
Casou com Etelvina Maria Deolinda (*~1893), filha de Manoel Vicente dos Santos e Maria Deolinda dos Santos, no dia 20/09/1913, na Matriz de Brusque.

- Eugenia Clara Ribeiro (Geni) (*04/03/1891, Sertão dos Cunhas, Camboriú Bat. 13/03/1891, Itajaí, como "Jenÿ" Padr: Francisco Martins Soares e sua mulher Christina Leonora da Cunha +25/04/1968, São João do Itaperiú Sep: São João do Itaperiú). Morava no Arraial dos Cunhas, em Itajaí.
Casou com Floripe José Bernardes (*16/09/1878, Camboriú +27/06/1966, São João do Itaperiú Sep: São João do Itaperiú), filho de Jeremias José Bernardes e Rosa Lucinda da Conceição, no dia 28/11/1925, no cartório de Itajaí. Moraram no Itaperiú.
          - [Ver filhos em Família Bernardes]

- Lourenço Severino Gonçalves (*28/02/1894, Nova Descoberta, Itajaí Bat. 19/08/1894, Itajaí Padr: Domingos Antonio da Cunha e sua mulher Florença Angelica da Cunha +Após 1938). Sabia escrever. Morou no Itaperiú.
Casou com Adelina Carolina Soares (*~1900), filha de Luiz Martins Soares e Carolina Soares, no dia 28/07/1917, na Matriz de Itajaí.
Casou com Maria Carolina Ribeiro, antes de 1925.


1.7.6 João (*~1854, Itajaí +30/10/1866, em Itajaí, com 12 anos, de hidropsia)


1.7.7 Domingos (*06/07/1859, Camboriú Bat. 02/02/1860, Camboriú Padrinhos: J...? Borges Correia Feijó e Maria Bernardina da Silva, moradores em Camboriú)


1.7.8 Patrício José Coelho (*~1860, Camboriú). Morador no Sertão dos Cunhas, em Camboriú.
Casou com Anna Rosa de Jesus (*1861, Camboriú), filha de Sabino José da Rocha e Jesuina Maria do Espírito Santo, moradora de Camboriú, no dia 27/06/1884, na Igreja Matriz de Itajaí. Foram testemunhas: Petronilho Dias Correa e Pedro Werner Junior.


1.7.9 Joaquim (*06/12/1861, Itajaí Bat. 02/03/1862, Itajaí Pad:  Christiano Fernando de Castro e Anna Mathildes dos Santos)



1.8 Florinda Mathildes de Jesus (*~1822 +06/08/1877, Camboriú) 
Casou com André Francisco Caldeira (*31/08/1812, Itapocoroy), filho de José Francisco Caldeira e Laureana Rosa, em 30/06/1839.
Filhos:

1.8.1 Maria (*07/04/1840)

1.8.2 Mathildes Quintina dos Santos (*01/11/1841 +27/05/1890, Taboleiro, Camboriú)
Casou com Joaquim José da Cunha. 
     - Julio (*~1860) 
     - Maria (*~1862) 
     - Januario (*~1864) 
     - Florinda (*~1866) 
     - Emilia (*~1867) 
     - André (*~1869) 
     - José (*~1877) 
     - Anna (*~1880) 
     - Milenia (*~1882) 

1.8.3 Alexandrina Florinda de Jesus (*01/06/1843 +Antes de 1863) 
Casou com Jorge José Borges (*Camboriú +Antes de 1903).

1.8.4 Joaquim Roque Caldeira (*~1847)
Casou com Joaquina Florinda (Roza do Espírito Santo) de Jesus, filha de José Silvano da Silva e Florinda Rosa de Jesus. 
     - Cezario (*25/02/1877, Taboleiro, Camboriú) 
     - Geraldina (*15/11/1878, Taboleiro, Camboriú) 
     - Maria (*23/04/1888, Morretes, Camboriú) 

1.8.5 Silveria Florinda de Jesus (*~1850, Camboriú)
Casou com Jorge José Borges (*Camboriú +Antes de 1903), viúvo de sua irmã Alexandrina, em 16/11/1863. Moraram em Camboriú.
     - Pedro (*29/06/1876, Monte Alegre, Camboriú)
     - Felicio José Borges (*~1868, Camboriú)
     Casou com Maria Ignacia da Costa (*~1874, Camboriú), filha de Manoel Severo CoelhoIgnacia Francisca da Costa, moradora no Itaperiú, no dia 02/05/1903, na casa de Ignacia Francisca da Costa, no Itaperiú.

1.8.6 Maria Florinda (*~1856)

1.8.7 Emilia (*~1859)

1.8.8 João (*~1861)





2. A família de Manoel Severo Coelho

Manoel Severo Coelho, ou Manoel Silverio, nasceu por volta de 1839, em Camboriú, filho de Silvério José Coelho da Rocha e Maria Rosa de Jesus. Não aprendeu a ler e a escrever.

Casou com Ignacia Francisca da Costa, ou Ignacia Felisbina, natural de Camboriú, filha de Manoel José da Costa e Felesbina Francisca da Costa. Neta paterna de Floriano José da Costa, natural da Enseada de Brito, e Isabel de Santa Rosa, natural de Santo Antônio de Lisboa, em Desterro, e neta materna de Francisco Antonio Cardoso, natural da Lagoa da Conceição, em Desterro, e de Francisca Rosa de Jesus.

Manoel mudou-se com a família do sogro e com a esposa e os filhos para o Itaperiú antes 1885.

Manoel Severo Coelho faleceu entre 1897 e 1903. Ignacia faleceu entre 1903 e 1908.


Filhos:


2.1 Maria Magdalena da Costa (ou Maria Magdalena da Conceição) (*25/01/1860, Camboriú Bat. 17/05/1860, Matriz de Itajaí Padr: Manoel José da Costa e Felisbina Francisca da Costa +12/02/1943, Itaperiú Sep: São João do Itaperiú)
Casou João José de Ávila (*03/04/1857, Itajaí +08/11/1942, São João do Itaperiú Sep: São João do Itaperiú), filho de José Ludovino de Ávila e Escolástica Luisa do Nascimento, na Igreja Matriz de Camboriú. Moraram na Freguesia de Barra Velha ainda antes de 1885, já estando estabelecidos no Itaperiú antes de 1891.
Filhos:

- [Ver filhos em Família Ávila]


2.2 Isabel Raymunda da Conceição (*30/08/1861, Itajaí Bat. 03/03/1862, Matriz de Itajaí Padr: Gabriel Maria da Veiga e Nossa Senhora da Conceição +Antes 1908)
Casou com Ignacio José de Ávila (*~1855, Itajaí +Antes 1924), filho de José Ludovino de Ávila e Escolástica Luisa do Nascimento. Moraram inicialmente no Sertão dos Alemães, em Camboriú e mudaram-se para o Itaperiú ainda antes de 1885.


2.3 Francisca Ignacia da Costa (*03/12/1864, Camboriú Bat. 16/01/1865, Camboriú Padr: João Borges Correia Feijó e Maria Bernardina da Silva +09/11/1940, Bracinho do Itaperiú)
Casou com José Soares Gomes (*~1865, Barra Velha +20/09/1940, Barra Velha), filho de Manoel Soares Gomes e Maria Joaquina da Lus, no dia 15/02/1896, na casa de Manoel Severo Coelho, no Itaperiú.
Filhos:

- [Ver Família Soares Gomes]


2.4 Maria Ignacia da Costa (*~1874, Camboriú +23/02/1952, São João do Itaperiú)
Casou com Felicio José Borges (*~1868, Camboriú), morador no Itaperiú, filho de Jorge José Borges e Silveria Florinda de Jesus, moradores de Camboriú, no dia 02/05/1903, na casa de Ignacia Francisca da Costa, no Itaperiú.
Não deixaram filhos.


2.5 Armindo Manoel Severo (ou Hermino Severo Coelho) (*~1881, Camboriú +Após 1910)
Casou com Maria Valentina de Miranda (*14/02/1884, Sertão dos Alemães, Camboriú), moradora no Itaperiú, filha de José Pereira de MirandaAnna Mauricia da Silva, no dia 16/05/1908, na casa de Placido Pereira de Miranda, no Itaperiú. Moraram no Itaperiú.





Referências

- APESC. Índice geográfico dos processos de terras da secretaria da agricultura e do abastecimento - Coordenação de Legitimação e Cadastramento de Terras Devolutas - COLECATE. Florianópolis, mar. 2010.
- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.
- MAFRA, Inacio da Silva. Genealogia.
- TOMIO, Telmo. Genealogia e História.