Família de Manoel Raymundo da Silva


Por Elis de Sisti Bernardes


Ainda no século XIX, mudaram-se para o Itaperiú a família de Manoel Raymundo da Silva

Manoel Raymundo da Silva nasceu em Camboriú. Casou com Maria Felesbina da Costa. Maria Felisbina nasceu por volta de 1835, em Camboriú, e era filha de Manoel José da Costa e Felisbina Francisca Rosa de Jesus.

Moraram em Camboriú, onde nasceram seus filhos. Por volta de 1880, a família de Maria, seus irmãos e cunhados mudaram-se para o Itaperiú. Manoel, Maria Felisbina e seus filhos estabeleceram-se no Ribeirão do Salto, no Itaperiú. 

Manoel Raymundo da Silva faleceu entre 1898 e 1919. Maria Felesbina da Costa faleceu antes de 1919.


Filhos:



1. Maria Isabel Chaves (*~1854, Camboriú +04/11/1933, Minas, Barra Velha Sep: Santo Antonio, no Itaperiú)
Casou com Candido Gonçalves Chaves (*11/03/1850, Camboriú +Entre 1910 e 1933), filho de Antonio Gonçalves Chaves e Constantina Rosa de Souza. Mudaram-se para o Ai, no Itaperiú, entre 1889 e 1896.
Filhos:






2. Anna Mauricia da Silva (*~1855 +Entre 1919 e 1948)
Casou com José Pereira de Miranda (*~1850, Guaratuba, Paraná +05/04/1919, Barra Velha), filho de José Januario de Miranda e Maria Antonia de Jesus, naturais do Estado do Paraná, em Camboriú. Ele foi “artista”. Moraram no Itaperiú.
Filhos: 






3. Francisca Dominga da Silva (*Camboriú +Entre 1909-1948)
Casou com Maximiano Gonçalves Chaves (*Camboriú +Antes 1906), filho de Antonio Gonçalves Chaves e Constantina Rosa de Souza. Moraram em Camboriú, Nova Trento (1884-1887) e no Ribeirão do Salto, no Itaperiú (antes de 1906).
Filhos:

Ver filhos em Família Gonçalves Chaves





4. Henrique Manoel da Silva (*~1860, Camboriú +24/07/1936, Itaperiú Sep: Santo Antonio). Foi lavrador. 
Casou com Alexandrina Luiza de Jesus (*~1865, Camboriú +07/06/1943, Itaperiú Sep: Santo Antonio), filha de Felicio Ignacio Pereira e Luiza Alexandrina da Silva, na Igreja de Camboriú. Moraram no Ribeirão do Salto, no Itaperiú (1898).
No dia 26/01/1923, Henrique recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de uma área de terra de 271.620 m² na Estrada de Massaranduba.
Filhos: 

- Abrahão Henrique Silva (*~1889 +07/07/1961, Santo Antonio, São João do Itaperiú Sep: Santo Antonio)
Casou 1º com Ana Adriana das Neves (*~1899 +30/05/1935, Itaperiú Sep: Santo Antonio), filha de José Vicente Ferreira e Adriana das Neves Ferreira, no cartório de Barra Velha. Não tiveram filhos.
Viúvo, casou com Francelina Vieira, no religioso.
Filhos:
          - Luzia (*~1942)
          - Roberto Vieira da Silva (*~1943)
          - Maria (*~1946)
          - Henrique (*~1955)

- Maria Benicia da Silva (*23/08/1890 +09/09/1944, Santo Antonio Sep: Santo Antonio)
Casou com Antonio Ladislau de Azevedo (Antonio Clara) (*27/07/1890(ou 01/07), Itaperiú +14/03/1965 Sep: Santo Antonio), filho de João José Zeferino de AzevedoMaria José da Conceição, no dia 23/12/1916. Moraram em Santo Antonio.

- Antonio (*05/08/1894, Itaperiú +Antes 1936)

- Themoteo (*22/08/1896, Itaperiú +Antes 1936)

- Vicente (*~01/1898 +20/03/1898, Itaperiú, Barra Velha Sep: Itapocú)





5. Antonio (*04/03/1865, Sertão, Camboriú Bat. 15/05/1865, Camboriú Padr: Claudino de Sousa e sua mulher Leonida Francisca Garcia)





6. Cassimiro Manoel da Silva (*22/04/1871, Sertão dos Alemães, Camboriú Bat. 12/11/1871, Camboriú Padr: Jesuino Correia da Silva e sua mulher Francisca Felisbina da Costa +26/04/1902, Barra Velha, de febre Sep: Itapocú). Não aprendeu a escrever.
Casou com sua prima Maria Victalina da Costa (*~1875, Camboriú), filha de Manoel Cunha de Souza e Victalina Felesbina da Costa, no dia 18/06/1898, na casa de Manoel Raymundo da Silva, no Ribeirão do Salto, no Itaperiú.





7. Maria Ernesta da Silva (*~1877, Camboriú). Não aprendeu a escrever.
Casou com Orlando Valerio de Maçaneiro (*16/11/1870, Barra Velha +Após 1920), lavrador, morador no Itaperiú, filho de José Leonardo de Maçaneiro e Joanna Maria Brenneisen, no dia 24/09/1898, na residência de Manoel Raymundo da Silva, no Itaperiú. Moraram no Itaperiú (1898-1907), no Ai (1908-1920).





Referências

- APESC. Índice geográfico dos processos de terras da secretaria da agricultura e do abastecimento - Coordenação de Legitimação e Cadastramento de Terras Devolutas - COLECATE. Florianópolis, mar. 2010.
- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.