Família Ávila


Por Elis de Sisti Bernardes


Ainda no século XIX, antes de 1885, alguns dos filhos de José Ludovino de Ávila e Escolástica Luisa do Nascimento, já casados, mudaram-se para o Itaperiú com suas famílias.

José Ludovino de Ávila nasceu por volta de 1833, na Freguesia de São Miguel da Terra Firme, atual cidade de Biguaçu, filho de Ludovino Maurício de Ávila e Maria Ignez de Jesus. Neto paterno de Maurício José d'Ávilla e Joaquina Rosa de Jesus e neto materno de Francisco Gallo de Oliveira e Ignes Francisca. Maurício José d'Ávilla era filho de Jozé d'Ávilla, natural da Ilha Terceira, nos Açores, e de Francisca Bernardes, que imigraram dos Açores para Santa Catarina entre 1748 e 1756.

José Ludovino casou com Escolástica Luisa do Nascimento, nascida por volta de 1838, filha de José Maurício de Ávila, natural da Freguesia de São Miguel, e de Luisa Francisca do Nascimento.​ 

O casal morou em Itajaí, onde teve ao menos onze filhos: 
- Ludovino José de Ávila (*~1851, Itajaí)
- Joanna Josepha da Conceição (*~1853, Itajaí)
- Maria José da Conceição (*12/02/1855, Itajaí)
- João José de Ávila (*03/04/1857, Itajaí)
- Antônio Sacramento de Ávila (*13/12/1858, Itajaí)
- Ignacio José de Ávila (*~1860, Itajaí)
- Anna Luísa do Nascimento (*~1861, Itajaí)
- Alexandrina (*24/04/1862, Itajaí)
- Geraldina Maria d'Ávila (*29/01/1864, Itajaí)
- Leopoldina Luísa do Nascimento (*06/01/1867, Itajaí)
- Juliana Luísa do Nascimento (*~1868, Itajaí)

José Ludovino de Ávila faleceu com apenas 34 anos, no dia 19 de maio de 1868, em Itajaí.

Após a morte de José, Escolástica Luisa do Nascimento continuou morando com a família em Itajaí, quando no dia 30 de julho de 1882, na Igreja Matriz de Itajaí, se casou com João Fernandes, nascido por volta de 1848, viúvo de Guilhermina Rosa de Jesus. Ele tinha 34 anos e ela 44 anos. Foram testemunhas Vicente Antônio dos Santos e Manoel Claudino de Freitas.

Escolástica Luisa do Nascimento faleceu antes de 1885.

Os três filhos de José Ludovino de Ávila e Escolástica Luisa que se mudaram para o Itaperiú já casados, foram:

1. Joanna Jose de Avila, por volta de 1892.
2. João José de Ávila, por volta de 1885.
3. Ignacio José de Ávila, por volta de 1885.




1. Joanna José de Avila

Joanna José de Avila, chamada também de Joanna Josepha da Conceição, ou Joanna Escolástica, nasceu por volta de 1853, em Itajaí. Aprendeu a ler e a escrever, assinando seu nome como Joanna Jose de Avila.

Casou com José Julião Machado, no dia 20 de novembro de 1869, na Igreja Matriz de Itajaí. Padre Miguel Ruggiero celebrou o casamento e José Francisco Garcia e Julião Machado da Silva foram testemunhas, Manoel Galdino da Silva também estava presente.

José Julião Machado era filho de Julião José Machado de Espindola e Anna Ignacia da Paixão, nasceu no dia 27 de agosto de 1846, em Itajaí, onde foi batizado, no dia 07 de dezembro do mesmo ano, pelo padre Francisco Hernandez. Foram seus padrinhos, José Francisco Garcia e Anna Maria Garcia. 

O casal teve seis filhos e a família morou no Rio Morto em Itajaí (1877), entre 1892 e 1896 mudaram-se para o Itaperiú, onde José Julião tinha muitos parentes, pois sua mãe era da família Borba Coelho, e seus cunhados, João e Ignacio, já haviam se mudado para a localidade por volta de 1885.
Em 1900, a família mudou-se para o Putanga e antes de 1904 para Massaranduba.

Filhos:





2. João José de Ávila

João José de Ávila nasceu no dia 03/04/1857, em Itajaí. Aprendeu a ler e a escrever.

Casou com Maria Magdalena da Conceição da Costa, na Igreja Matriz de Camboriú. Maria Magdalena nasceu no dia 25/01/1860, em Camboriú, filha de Manoel Severo Coelho e de Ignacia Francisca da Costa. Neta paterna de Silvério José Coelho da Rocha e Maria Rosa de Jesus e neta materna de Manoel José da Costa e Florentina Rosa de Jesus.

Maria Magdalena foi batizada no dia 17/05/1860, na Matriz de Itajaí, pelo Padre João Domingues Alvares Veiga. Foram seus padrinhos, Manoel José da Costa e Felisbina Francisca da Costa.

João José e Maria Magdalena moraram na Freguesia de Barra Velha ainda antes de 1885, já estando estabelecidos no Itaperiú antes de 1891. No Itaperiú, João teve uma serraria movida a água.

O casal perdeu os filhos: Amara, Saturnina, Martinha e Antonio, que faleceram depois de casados e o filho Sisto.

João José de Ávila faleceu com 86 anos, no dia 08/11/1942, às dez horas, em São João do Itaperiú, onde foi sepultado. No atestado de óbito consta que ele tinha 93 anos. Seus restos mortais foram transferidos para o atual cemitério.

Maria Magdalena da Conceição da Costa faleceu no início do ano seguinte, com 83 anos, no dia 12/02/1943, às dez horas, no Itaperiú. Foi sepultada em São João do Itaperiú. No atestado de óbito consta que ela tinha 97 anos.

Teve os seguintes filhos:


2.1 Amara Maria de Ávila nasceu no dia 08/01/1886, em Barra Velha. Foi batizada no dia 08/12/1886, na Igreja de Barra Velha. Foram seus padrinhos o avô materno, Manoel Severo Coelho e Nossa Senhora da Penha.

Casou com João Climaco de Miranda, nascido no dia 30/03/1881, no Sertão dos Alemães, em Camboriú, morador no Itaperiú, filho de José Pereira de Miranda e Anna Mauricia da Silva, no dia 11/06/1909, na casa de João José de Ávila, no Itaperiú.

Amara Maria de Ávila faleceu antes de 1912. João Climaco de Miranda casou-se novamente com Maria Izabel de Ávila, prima de Amara, filha de Ignacio José de Ávila, com quem teve outros filhos. João Climaco de Miranda faleceu aos 68 anos, no dia 07/06/1948, às 22 horas, no Itaperiú. Foi sepultado em São João do Itaperiú.
2.2 Saturnina Maria de Ávila nasceu no dia 28/11/1886, no Itaperiú. Foi batizada no dia 07/02/1891, em Barra Velha, pelo Padre Vicente d'Argenzio. Foi seu padrinho seu tio Ignacio José de Ávila e Nossa Senhora da Conceição.

Casou com Urgel José Bernardes (Ogelo), nascido por volta de 1883, em Camboriú, filho de Jeremias José Bernardes e Rosa Lucinda da Conceição, em 29/10/1910, no Itaperiú.

Saturnina faleceu no dia 24/01/1915, no Itaperiú e Urgel se casou com Porcina Maria Francisca, em 27/09/1919, no Itaperiú. Urgel faleceu no dia 04/06/1965.

Filhos:
     - Leocadio Urgel Bernardes (*09/12/1911 +26/01/1993)
     Casou com Otalia de Ávila Miranda (*27/08/1909 +13/07/1980), sua prima, filha de sua tia materna Amara, em 21/01/1933 
     - Toríbio Urgel Bernardes (*29/07/1913 +06/02/1989) 
     Casou com Maria da Costa (*02/09/1900, Gaspar +16/11/1992), em 06/10/1934.



2.3 Martinha Maria de Ávila nasceu no dia 30/01/1889, às quatro horas da manhã, na casa dos pais, no Itaperiú. Foi registrada no cartório como "Martinha Magdalena". Foi batizada no dia 07/02/1891, em Barra Velha, pelo Padre Vicente d'Argenzio. Foram seus padrinhos, Pedro Francisco de Borba e Francisca Ignacia da Costa.

Casou com Pedro Maria da Veiga, nascido por volta de 1889, em Itajaí, filho de Gabriel Maria da Veiga e Maria Appolinaria da Conceição, no dia 27/03/1910, na casa de seu pai, no Itaperiú.

Martinha Maria de Ávila faleceu com apenas 22 anos, no dia 07 de dezembro de 1911, por complicações no parto de sua primeira filha, em sua residência, no Itaperiú. Foi sepultada no Itaperiú.

Filhos:
2.4 Antonia Maria de Ávila nasceu no dia 04/07/1891, às cinco horas da tarde, na casa dos pais, no Itaperiú. Foi batizada no dia 05/01/1893, em Barra Velha, pelo Padre Vicente d'Argenzio. Foram seus padrinhos, seus tios paternos Ignacio José de Ávila com a mulher Isabel Raimunda da Conceição.

Não se casou. Faleceu após 1943.



2.5 Sisto de Ávila nasceu no dia 06/09/1892, às quatro horas da tarde, na casa dos pais, no Itaperiú. Faleceu antes de 1942.



2.6 Amélia Maria de Ávila nasceu no dia 28/11/1894, no Itaperiú, em Barra Velha. Foi batizada no dia 08/12/1894, em Barra Velha, pelo Padre Vicente d'Argenzio. Foram seus padrinhos, José Francisco Garcia e Lucinda Rosa Bernarda. Aprendeu a escrever.

Casou com Ambrozio Gabriel da Costa, nascido por volta de 1893, filho de Gabriel José da Costa e Maria Joaquina dos Santos, no dia 21/08/1915, na casa de seu pai, no Itaperiú.

Faleceu após 1943.



2.7 Ernestina Maria de Ávila nasceu no dia 23/06/1897, em Barra Velha.

Casou com Jovito Bruno Garcia, nascido dia 06/10/1889, em Camboriú, filho de José Francisco Garcia e Lucinda Rosa Bernardes, em 12/06/1915.

Jovito faleceu no dia 26/08/1954, em Corupá. Ernestina faleceu dia 30/04/1965.

Filhos:
     - Lucinda Garcia (*01/03/1916 +14/05/1984)
     Casou com João Correia Neto (*15/02/1916 +02/02/1985), em 15/06/1940
     - Ulda Ernestina Garcia (*15/09/1918 +)
     Casou com Justino Mafra Maia (*26/12/1915 +13/03/1984), filho de Pedro Mafra MaiaAmasilia Moreira Duarte, no dia 25/02/1936, no Itaperiú.
     - Bento Jovito Garcia (*27/11/1921)
     Casou com Evanilde Silveira
     - Mauro Garcia (*21/09/1921)
     Casou com Elvira Maes (+11/11/1985), em 04/11/1947 em Porto União
     - Onizio Garcia (*16/02/1923)
     - Ercílio Jovito Garcia (*06/02/1924)
     Casou com Tereza Moretti (*03/06/1929), em 29/04/1950
     - Lorival Garcia 
     - Antonia Garcia (*08/05/1928)
     - Laura Garcia



2.8 Bento Malaquias de Ávila nasceu no dia 03/11/1899, no Itaperiú. Sabia escrever.

Casou com Lilia Maria Correa, nascida em 06/1901, no Itaperiú, em Barra Velha, filha de Felippe Correa da SilvaMaria Pereira Soares, moradora no Itaperiú, no civil dia 03/12/1922, na casa do sogro, no Sertão do Itaperiú e no dia 13/03/1924, na Capela de Santo Antonio do Itaperiú.

Bento Malaquias de Ávila ocupou o cargo de Inspetor de Quarteirão, também denominada Inspetor Policial, em São João do Itaperiú, então pertencente ao Distrito de Barra Velha.

Lilia faleceu aos 49 anos, no dia 27/02/1949, às 20 horas, no Ribeirão do Salto. Foi sepultada no Cemitério de Santa Cruz.

Bento faleceu no dia 09/09/1977, ás 23 horas, em sua residência. Foi sepultado no Cemitério de Santa Cruz.

Filhos:
     - Maria Lilia de Ávila (*10/01/1924 +1983)
     Casou com Catulino Mello (*11/09/1920), filho de Manoel José de Mello e Isabel Galdina de Silveira, no dia 04/04/1949, no cartório de Barra Velha. Após viuvar, Catulino casou com Iternina Barauna, no dia 13/12/1996, em Joinville.
          - Ver filhos em Família Mello
     - Alfredo de Ávila (*~1925)
     - Ozorio de Ávila (*~1926)
     - Francisca de Ávila (*09/03/1928)
     Casou com Bonifacio Ramos (*07/09/1921, Guaramirim +23/07/1996, Joinville), filho de Pedro Bernardino Ramos e Francisca Emilia Coelho, morador no Itapocú, no dia 28/05/1949, no Itaperiú.
     - Felipe Bento de Ávila (*~1929 +12/12/1946, Itaperiú Sep: São João do Itaperiú)
     - Cecílio de Ávila (*~1930)
     - Manoel de Ávila (*~1932)
     - Benta de Ávila (*~1936)
     - Rosa de Ávila (*~1939)
     - Elsa de Ávila (*~1941)
     - Aemar Mello (*10/10/1948, Barra Velha)



2.9 João Baptista de Ávila nasceu no dia 02/01/1900 (ou 05/01/1899, como consta na lápide). Sabia escrever.

Casou com Emilia Maria de Azevedo, nascida dia 17/08/1904, filha de João Maria de Espindula e Maria do Carmo de Azevedo, em 05/01/1924, no Itaperiú, pelo cartório de Barra Velha, e no dia 19/06/1924, na Capela de Santo Antonio de Itaperiú.

João Baptista de Ávila faleceu no dia 27/05/1982, em Barra Velha. Foi sepultado em Santo Antonio.
Emilia Maria de Azevedo faleceu no dia 12/09/1995. Foi sepultada em Santo Antonio.

Filhos:
     - Miguel de Ávila (*15/12/1915, Itaperiú)
     Casou com Ivani Ricarda Nardes (*05/05/1929, Itajaí + Sep: Santo Antonio), filha de Alamiro João Nardes e Ricarda Germana da Rocha, no dia 26/04/1947, no cartório de Barra Velha.



2.10 Antonio Nicolau de Ávila nasceu no dia 10/09/1902, no Itaperiú. Sabia escrever.

Casou com Maria Catulina Soares, ou Maria Francisca, nascida em 23/12/1904, filha de José Soares Gomes e Francisca Ignacia da Costa, no 26/10/1932, na casa de seu pai, em São João do Itaperiú. Não tiveram filhos.

Antonio faleceu entre 1940 e 1942. Maria faleceu no dia 12/04/1986. Está sepultada no Cemitério São João Batista, em São João do Itaperiú.





3. Ignacio José de Ávila

Ignacio José de Ávila nasceu por volta de 1855, em Itajaí. Aprendeu a ler e a escrever.

Casou com Isabel Raymunda da Conceição, irmã de Maria Magdalena da Costa, cunhada de Ignacio. Isabel nasceu no dia 30/08/1861, em Itajaí, filha de Manoel Severo Coelho e de Ignacia Francisca da Costa. Neta paterna de Silvério José Coelho da Rocha e Maria Rosa de Jesus e neta materna de Manoel José da Costa e Florentina Rosa de Jesus,

Isabel foi batizada no dia 03/03/1862, na Matriz de Itajaí, pelo Padre João Domingues Alvares Veiga. Foram padrinhos, Gabriel Maria da Veiga e Nossa Senhora da Conceição.

Ignacio e Isabel tiveram oito filhos, moraram inicialmente no Sertão dos Alemães, em Camboriú e mudaram-se para o Itaperiú ainda antes de 1885.

Ignacio foi eleito Juiz de Paz do Distrito de Barra Velha no ano de 1904. Entre abril e maio de 1904 afastou-se da função por achar-se doente. Atuou no cargo até 1906. No Itaperiú, teve uma serraria movida a água.

Isabel Raymunda da Conceição faleceu antes de 1908.

Viúvo, Ignacio se casou com a também viúva Anna Maria de Jesus, de 35 anos, no dia 15/03/1921, na Capela de São João, em cerimônia realizada pelo Padre Theodoro Borgmann. Foram testemunhas, José Vicente Coelho e João Francisco Alves.

Anna nasceu no dia 03/08/1883, no Itaperiú, filha de Francisco Alves de SouzaMaria da Conceição de Souza, viúva de Olegario Marciano de Souza, moradora no Itaperiú.

Ignacio José de Ávila faleceu antes de 1924.

Anna Maria Alves faleceu após 1946.


Filhos de Ignacio com Isabel Raymunda da Conceição:


3.1 [Filha] nasceu no dia 01/11/1877, no Sertão dos Alemães, em Camboriú.



3.2 Amaro José de Ávila, o Dodô, nasceu no dia 23/09/1880, no Sertão dos Alemães, em Camboriú. Foi batizado no dia 29/08/1885, em Camboriú. Foram seus padrinhos: Manoel Silverio Coelho e Ignacia Felisbina da Costa.

Casou com Adalgiza Rosa Bernardes, nascida no dia 04/02/1882, em Camboriú, filha de Jeremias José Bernardes e Rosa Lucinda da Conceição, no dia 24/12/1908, no Itaperiú e na igreja no dia 09/10/1915, na Capela do Itaperiú.

No dia 01/01/1924, Amaro recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de 276.288m² de terras no Itaperiú.

Amaro faleceu no dia 03/06/1945, às cinco horas, em São João do Itaperiú, onde foi sepultado. Adalgiza faleceu dia 12/12/1974, em São João do Itaperiú.

Filhos:
     - Rosa Adalgiza de Avila (*12/06/1910 +25/07/1951, Barra Velha Sep: São João do Itaperiú)
     Casou com Manoel Bento Lopes (*16/09/1904, Barra Velha), filho de Bento Geraldino Lopes e de Francisca Catharina de Jesus, moradores no Itaperiú, no dia 27/12/1931, na casa de Amaro, no Itaperiú, pelo cartório de Barra Velha. Filhos:
          - [Ver filhos em Família Lopes]
     - Cincinato José de Ávila (Dato) (*14/07/1911 +05/09/2009 Sep: São João do Itaperiú) 
     Casou com Amara de Ramos Ludovino (*15/01/1917 +03/03/2000 Sep: São João do Itaperiú), filha de Crispim Ledovino dos SantosLibania Francisca de Ramos, no dia 28/10/1933. Filhos:
          - Amaro Cincinato de Ávila (*~01/1946 +27/04/1946)
          - José Cincinato de Ávila (*01/07/1955 +07/07/1955, São João do Itaperiú Sep: São João do Itaperiú)
          - José Cincinato de Ávila (07/04/1957)
          - Marcos de Avila (*~1957)
     - Isabel Adalgiza de Ávila (*20/11/1912) 
     Casou com José Esmael Bernardes (*20/06/1906), filho de Ismael Francisco Bernardes e Balbina Maria da Conceição, em 24/10/1936, no Itaperiú.
     - Maria de Ávila (Lica) (*27/06/1915). Morou na Barra do Sul
     Casou com Joaquim João Luiz (Joaquim Tomaza), em 26/02/1938.
     - Chromacio Amaro de Ávila (*02/12/1918) 
     Casou com Enedina Fagundes de Aviz (*04/01/1921), filho de Nestor Natividade de Aviz e Anna Fagundes de Aviz, no dia 28/12/1943 no civil. Filhos:
          - Maria Enedina de Ávila (*16/11/1940)
          - Dejanira Enedina de Ávila (*27/02/1942)
          - João Felix de Ávila (*~1944 +09/11/1945)
          - [filha]
          - [filho]
          - [filho]
     - João de Ávila (João Dodô) (*27/05/1921) 
     Casou com Delfina Pereira, em 17/07/1946.
     - Lidia Adalgiza Ávila (*27/03/1924)
     Casou com Lucilo Francisco Zezuino dos Santos, no dia 26/10/1946, no cartório de Barra Velha.
     - Acurcio de Ávila (*16/01/1926 +18/11/2001 Sep: São João do Itaperiú).
     Casou com Maria Auta Coelho (*12/09/1927 +08/05/2011 Sep: São João do Itaperiú), em 23/11/1946. Moraram no Braço da Serraria e no Centro de São João do Itaperiú.
          - Edezio Avila (*08/04/1955)
          - Enesio Avila (*08/09/1958 ou 08/09/57) 
          - José Acurcio de Avila (*15/07/1962)



3.3 Maria Izabel de Ávila nasceu no dia 13/09/1881, no Sertão dos Alemães, em Camboriú. Foi batizada no dia 10/09/1882, na Matriz de Camboriú. Foram seus padrinhos seus tios João José de Avila e Maria Magdalena da Conceição.

Casou com José Jeremias Bernardes (Juca) (*29/08/1872, Camboriú +16/07/1937, São João do Itaperiú), filho de Jeremias José Bernardes e Rosa Lucinda da Conceição, no dia 23/12/1905, na residência de João José de Ávila, no Itaperiú.

Maria Isabel morreu no parto do primeiro filho do casal, que também faleceu, entre 1905 e 1910, no Itaperiú. José se casou novamente outras duas vezes, com quem teve filhos. Ele faleceu no dia 16/07/1937, em São João do Itaperiú.



3.4 Flanzina Isabel de Ávila nasceu por volta de 1885, em Camboriú. Foi batizada no dia 04/08/1889, em Barra Velha.

Casou com Almiro Leduvino dos Santos, nascido por volta de 1883, em Camboriú, filho de Ledovino José dos SantosRita Felesbina da Costa, no dia 08/07/1911, na casa de seu pai, no Itaperiú.

Flanzina faleceu antes de 1914 não deixando filhos. Almiro se casou com a irmã dela, Francisca.



3.5 Francisca Isabel de Ávila nasceu no dia 01/08/1890, na Freguesia de Barra Velha. Foi batizada no dia 05/01/1893, em Barra Velha, pelo Padre Vicente d'Argenzio. Foi seu padrinho o Sagrado Coração de Jesus, representado pelo avô materno.

Casou com Almiro Leduvino dos Santos, nascido por volta de 1883, em Camboriú, filho de Ledovino José dos SantosRita Felesbina da Costa, no dia 30/05/1914, na casa de seu pai, no Itaperiú.

Francisca faleceu com 41 anos, no dia 10/05/1932, às 15 horas, em São João do Itaperiú, deixando os filhos órfãos e o caçula Manoel com apenas 5 dias.

Almiro faleceu no dia 13/02/1951, em Barra Velha. Foi sepultado em São João do Itaperiú.

Filhos:



3.6 Alberto José de Avila nasceu no dia 15/10/1897, no Itaperiú. Sabia escrever.

Casou com Bernardina Maria Paula, nascida no dia 30/07/1907, no Itaperiú, filha de Balbino Germano de Souza e Maria Francisca de Souza, moradora no Itaperiú, no dia 21/02/1925, no cartório de Barra Velha.

Bernardina Maria de Avila faleceu no dia 27/09/1973, em sua residência. Está sepultada no Cemitério de São João do Itaperiú.

Alberto José de Avila faleceu no dia 05/06/1976. Está sepultado no Cemitério de São João do Itaperiú.

Filhos:
     - Maria Ávila (*18/11/1925)
     Casou com Demétrio José Bernardes (*12/07/1925), filho de José Jeremias Bernardes e Valentina Luiza Borges, morador no Itaperiú, em 21/12/1946. Tiveram cinco filhos.
     - Izabel Bernardina de Ávila (*30/12/1929)
     Casou com Hercilio Souza, nascido no dia 28/03/1921, filho de João Cirilho de Souza e Maria Amara da Cunha, no dia 27/09/1946.
     - Antonio Alberto de Ávila
     - João Alberto de Ávila (*~03/1931 +25/05/1933, Itaperiú Sep: Itaperiú)


3.7 Amélia Isabel de Avila nasceu dia 21/05/1901, no Itaperiú.

Casou com João Cypriano Borges, nascido dia 12/10/1897, filho de Thomaz Joaquim Borges e Custodia Maria de Jesus, morador no Itaperiú, no dia 29/01/1921, na casa de seu pai, no Itaperiú.

João faleceu no dia 12/09/1984. Amélia faleceu no dia 20/08/1988. Estão sepultados no Cemitério São João Batista, em São João do Itaperiú.

Filhos:


3.8 Paulina Isabel de Avila nasceu no dia 11/09/1892, ou 01/07/1892, no Itaperiú. Foi batizada no dia 05/01/1893, em Barra Velha, pelo Padre Vicente d'Argenzio. Foram seus padrinhos, Antônio José Coelho e Francisca Ignacia da Costa.

Casou com Oscar Jacundiano Gomes, nascido no dia 14/04/1897, no Itaperiú, filho de José Soares Gomes e Francisca Ignacia da Costa, morador no Itaperiú, no cartório de Barra Velha, dia 04/01/1918, e no religioso dia 20/05/1920, na Capela de São João Batista no Itaperiú.

Filhos:
     - Amaro Oscar (*1919)
     - José Oscar (*18/08/1921)



3.9 Paulo José de Ávila​, ou Paulo Ignacio, nasceu no dia 05/06/1900, no Itaperiú.

Casou com Leocádia Maria Francisca das Dores, nascida no dia 14/12/1909, filha de Bento Geraldino Lopes, natural de São Paulo e Francisca Catharina de Jesus, natural de Porto Belo, moradora no Itaperiú, no dia 18/07/1925, no cartório de Barra Velha.

Mudaram-se para Joinville.

Leocádia faleceu no dia 04/03/1978, em Joinville. Paulo faleceu após 1982.

Filhos:
     - Manoel Paulo de Ávila (*23/11/1925, Barra Velha +20/08/1982, Joinville)
     Casou com Justina Delmonego Cavilha (*27/01/1930 +19/05/1981, Joinville Sep: Fátima, Joinville), filha de Lauro Manoel Cavilha e Marieta Delmonego, no dia 06/03/1948, no cartório de Barra Velha.
          - Osvaldo de Ávila (*~1949)
          - Leocadia de Ávila (*~1953)
          - Lauro Manoel de Ávila (*~12/1953 +07/07/1957, Itaperiú Sep: São João do Itaperiú)
          - Maurino de Ávila (*~1956)
          - Maria de Ávila (*~1957)
          - Lurdes de Ávila (*~1958)
          - Lucia de Ávila (*~1960)
          - João de Ávila (*~1961)
          - Germano de Ávila (*~1963)
          - Neusa de Ávila (*~1964)
          - Marli de Ávila (*~1967)
          - Roseli de Ávila (*~1969)
          - Leonor de Ávila (*~1972)
     - José Paulo de Avila (*03/01/1927 +02/09/1975 Sep: São João do Itaperiú)
     Casou com Maria de Aviz (*16/10/1937 +28/03/2007 Sep: São João do Itaperiú), filha de Nestor Natividade de Aviz e Ana Fagundes.
          - Osmar Avila (*17/08/1956)
          - Elza de Avila (*16/04/1955)
          - Almor de Avila (*26/09/1957 +19/10/2016 Sep: São João do Itaperiú)
          - Orleni de Avila (*18/05/1959)



3.10 Maria Izabel de Ávila nasceu por volta de 1894, no Itaperiú.

Casou com João Climaco de Miranda, nascido por volta de 1880, em Camboriú, morador no Itaperiú, filho de José Pereira de Miranda e Anna Mauricia da Silva, no dia 21/09/1912, no cartório de Barra Velha.

João Climaco de Miranda faleceu aos 68 anos, no dia 07/06/1948, às 22 horas, no Itaperiú. Foi sepultado em São João do Itaperiú.

Filhos:
     - Ver filhos em Família Pereira de Miranda.



3.11 João Rozalino de Ávila nasceu no dia 04/04/1896, no Itaperiú.

Casou com Maria Anna de Jesus, nascida no dia 16/02/1906, filha de Gonsago? Alan dos Santos e de Anna Constantina de Jesus, moradora no Itaperiú, no dia 14/06/1924, no cartório de Barra Velha.

Maria Anna de Jesus faleceu no dia 05/04/1978.

Filhos:
     - Walmor de Ávila (*30/01/1942, Taió +19/09/1960, na estrada Santo Antonio, em um acidente de trânsito Sep: Santa Cruz). Morou em Santa Cruz, onde foi operário. Não se casou.



Filho de Ignacio com Anna Maria Alves:



3.1 ² Francisco Inacio de Ávila nasceu no dia 16/01/1922, às dez horas da noite, na casa dos pais, no Itaperiú. Sabia escrever.

Casou com Maria Vieira, nascida no dia 07/04/1928, filha de Antonio Sebastião VieiraFrancisca Theophila do Nascimento, no dia 06/07/1946, no cartório de Barra Velha.

Francisco Inacio de Ávila faleceu no dia 10/11/2002. Maria Vieira faleceu no dia 30/09/2004. Foram sepultados no Cemitério São João Batista, em São João do Itaperiú.

Filhos:
     - Ana Maria de Ávila (*~1953 +22/06/1971, São João do Itaperiú Sep: São João do Itaperiú). Não se casou. Foi nome de escola em São João do Itaperiú.

     - Arlindo de Ávila






Referências

- APESC. Índice geográfico dos processos de terras da secretaria da agricultura e do abastecimento - Coordenação de Legitimação e Cadastramento de Terras Devolutas - COLECATE. Florianópolis, mar. 2010.
- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.
- TOMIO, Telmo. Genealogia e história.