Família Soares da Costa


Por Elis de Sisti Bernardes


Por volta de 1860, a família de Fructuoso Soares da Costa estabeleceu-se próximo ao Rio Itaperiú, na Freguesia de Barra Velha, na região da margem sul do rio Itapocú.

Fructuoso Soares da Costa nasceu no dia 10/04/1806, em Armação de Itapocoroy, atual cidade de Penha, filho do Capitão Manoel Soares da Silva e de Maria Francisca Pereira de Jesus, naturais da Freguesia de São Miguel da Terra Firme, atual cidade de Biguaçu.

Fructuoso foi batizado no dia 11/05/1806, na Capela de Armação de Itapocoroy.

Era neto paterno de José Rodrigues da Costa e Maria de Jesus, naturais da Ilha do Pico, nos Açores e neto materno de Jorge da Cunha, natural da Ilha de São Jorge, nos Açores, e de Mariana Francisca, natural da Ilha Terceira, nos Açores. Todos migraram dos Açores para Santa Catarina entre 1748 e 1756. Seu avô, José Rodrigues da Costa era morador em São Miguel e em 1805 recebeu a concessão de sesmaria na Enseada das Garoupas, na atual cidade de Bombinhas.

Em 05/01/1824 Fructuoso foi um dos requerentes que pediram a separação territorial e criação do Curato do Santíssimo Sacramento de Itajaí, juntamente ao Frei Pedro Antônio de Agote, fato que o leva a ser considerado um dos fundadores da cidade de Itajaí. Posteriormente fez parte da Irmandade do Santíssimo Sacramento de Itajaí.

Casou com Maria Rosa, nascida no dia 04/02/1804, em Armação de Itapocoroy, filha de Antonio José Machado, natural da Freguesia de São José da Terra Firme, e de Damiana Rosa de Jesus, natural de Armação de Itapocoroy. Neta paterna de José Machado de Lemos e Úrsula Rosa e neta materna de Antônio Manoel dos Santos e Catarina Ignacia.

Maria Rosa foi batizada no dia 10 de fevereiro de 1804, em Itapocoroy, pelo Padre José Antônio Martins. Foram seus padrinhos: Manoel Antonio da Silva e Bárbara de Jesus.

Com Maria Rosa, Fructuoso teve os seguintes filhos:

1. Anna Maria da Conceição (*~1827)
2. José (*20/10/1831, Itajaí +02/01/1841, Itajaí, com 9 anos)
3. Maria Francisca Soares (*~1834, Itajaí)
4. Vicente (*~1835, Itajaí +17/11/1840, Itajaí, com 5 anos)
5. Francisca Maria do Espírito Santo
6. Rosalina Maria Soares

Moraram em Camboriú. Maria Rosa faleceu antes de 1838.

Fructuoso casou novamente, com Maria Infancia de Nazareth, natural da Freguesia de São José da Terra Firme, atual cidade de São José, filha de José Francisco da Silveira e Silvana Clara de Jesus Lima, naturais de São José, por volta de 1838. Com Maria Infância teve os seguintes filhos:

1. Eufrasio Soares da Costa (*19/08/1839, Itajaí)
2. Laurentino (*12/11/1840, Itajaí)
3. Eduardo Soares da Costa (*09/02/1842, Itajaí)
4. Mariano Soares da Costa (*04/09/1843, Itajaí)
5. Generosa (*25/11/1844, Itajaí)
6. Isidoro (02/01/1846, Camboriú)
7. Marcolina (*17/10/1848, Camboriú)
8. Amandio Soares da Costa (*~1850, Camboriú)
9. Geraldino Soares da Costa (*~1859, Barra Velha)

No dia 01/01/1850, Fructuoso foi nomeado Alferes da 4ª Companhia do 5º Corpo de Cavalaria da 4ª Legião da Guarda Nacional.

A família mudou-se para a Freguesia de Barra Velha por volta de 1860, estabelecendo-se próximo ao Rio Itaperiú, na região da margem sul do rio Itapocú, na Freguesia de Barra Velha. A irmã de Fructuoso, Francisca Maria da Conceição casada com Manoel Ignacio Borges, já estava estabelecida na região de Itapocú desde a década de 1850.

No dia 21/12/1872, Frutuoso Soares da Costa recebeu a concessão de 250.000 braças quadradas de terras no Rio Itaperiú ao preço de dois réis a braça quadrada. As terras extremavam à frente com os fundos de Joaquim Gonçalves, Joaquim Duarte, Manoel dos Santos e Manoel Clara, e fundos, Norte e Sul com terras devolutas.

Fructuoso faleceu entre 1889 e 1891. Maria Infância faleceu entre 1873 e 1898.



Filhos de Fructuoso com Maria Rosa:



1. Anna Maria da Conceição

Anna Maria da Conceição nasceu por volta de 1827.

Casou com José Felicio de Borba, nascido dia 29/06/1820, em Armação de Itapocoroy, Penha, filho de Felicio de Borba Coelho e Thomazia Rosa de Jesus. Foi batizado dia 24/07/1820, em Itapocoroy, pelo Frei Francisco de Santa Isabel. Sendo seus padrinhos, José Francisco de Toledo e Maria Ignacia. José Felicio foi alfabetizado, aprendendo a ler e a escrever.

O casal teve cinco filhos nascidos em Itajaí: Maria José da Conceição, Francisco José de Borba, Serafim José de Borba, Domingos José de Borba, Francisca Maria da Conceição. No ano de 1859, José Felicio foi eleito suplente do Juiz de Paz, com 111 votos e por ocupar este cargo, participou da mesa de eleição dos vereadores de Itajaí no mesmo ano. Entre 1860 e 1862 a família se mudou para a Freguesia de Barra Velha, onde nasceram mais cinco filhos: Bernardino José de Borba, Eduarda Maria da Conceição, Jacintho José de Borba, João Felicio de Borba e Carolina Rosa de Jesus.

No dia 16/12/1862, em Barra Velha, o casal foi padrinho de batismo de Marcelino, filho de Joaquim Francisco da Silveira e Mariana Ignacia de Jesus.

Em março de 1873, depois de efetuada a medição de suas terras, o governo lhe concedeu o título de suas terras, pois até então era posseiro.

No dia 25/07/1873, José Felicio foi padrinho de Margarida, filha da escrava Felicia de Joaquim Jose Pereira, batizada na Freguesia de Barra Velha. Maria Joaquina foi a madrinha.

No dia 19/07/1880, José Felicio pediu ao Estado para comprar terras no sertão do rio Itaperiú. No dia 13/12/1880, José Felicio de Borba requereu terras juntamente com os filhos Serafim José de Borba, Domingos José de Borba, João Felicio de Borba, seu genro Manoel José de Souza e José de Borba Coelho e João Claudino. José Felicio teve o preço dos terrenos que requereu no Itaperiú reduzido para dois réis a braça quadrada, no dia 03/05/1884, devendo pagar o valor no prazo de três meses.

José Felicio e Anna faleceram após 1887.

- [Ver filhos em Família de José Felicio de Borba]





2. José 

José nasceu no dia 20/10/1831, em Itajaí. Foi batizado no dia 06/11/1831, em Itajaí. Foram seus padrinhos: Agostinho Alves Ramos e sua mulher Anna Ramos.

Faleceu com apenas 9 anos no dia 02/01/1841, em Itajaí, de morte natural. Foi sepultado na Igreja Matriz.





3. Maria Francisca Soares

Maria Francisca Soares nasceu por volta de 1834, em Itajaí.

Casou com Florencio Pereira da Silvanascido no dia 10/06/1819, em Armação de Itapocoroy, na atual Penha, filho de Silvano Pereira da Silva, natural de Camboriú, e de Luísa Rosa, natural de Armação de Itapocoroy.

Florencio e Maria Francisca moraram em Camboriú, onde nasceram seus filhos. Antes de 1882 já estavam estabelecidos no Itaperiú.

Florencio Pereira da Silva faleceu entre 1890 e 1891. Maria Francisca Soares faleceu entre 1894 e 1896.

Filhos:

- [Ver filhos em Família Pereira Soares]





4. Vicente

Vicente nasceu por volta de 1835, em Itajaí.

Faleceu no dia 17/11/1840, em Itajaí, com apenas 5 anos. Foi sepultado na Igreja por seu pai ser irmão da Irmandade do Santíssimo Sacramento.





5. Francisca Maria do Espírito Santo

Casou com Bernardo Pereira Rodrigues, natural de Porto Belo, filho de José Pereira Rodrigues e Eugênia Rosa de Jesus, no dia 25/12/1852, na Igreja Matriz de Porto Belo. Foram testemunhas, Maximiano Pereira Rodrigues e Florencio Pereira da Silva.

Francisca e Bernardo faleceram antes de 1889.

Filhos:

5.1 Soter (*12/02/1854, Porto Belo Bat. 26/03/1854, Porto Belo Padr: Maximiano Pereira Rodrigues e Felicidade Rosa)


5.2 Bernardina (*12/07/1858 Bat. 30/11/1858, Itajaí Padr: José Felicio de Borba e Anna Maria de Jesus)


5.3 Maria Francisca do Espirito Santo (*~1858)
Casou com Pedro de Alcanthara Rocha (*~1850), filho de Manoel Correa da Rocha e Isabel Joanna d'Souza, no dia 29/05/1878, na Igreja de Camboriú.


5.4 Procopia Pereira Rodrigues (*~1863, Camboriú)
Casou com Joze Venancio da Silva (*~1858, Camboriú), filho de Venancio Alexandre da Silva e Adriana Roza de Jesus, no dia 10/09/1881, em Brusque.


5.5 Euzebio Bernardo Pereira (*~1864, Camboriú)
Casou com Maria Jose da Silva (*~1866), filha de José Antonio da Silva e Maria Isabel dos Prazeres, moradores no Brilhante, em Itajaí, no dia 26/10/1889, no cartório e na Igreja de Itajaí.
Filhos:

- Jose Conceição Pereira (*27/08/1890, Brilhante, Itajaí)

-​​ Bernardino Euzebio Pereira (*~1898 +26/01/1967, Brusque, de câncer de pulmão Sep: Limoeiro)
Casou com Maria Pereira.
Filhos: Clarice, José, Haroldo, Pedro, Maria, João, Donzília, Dulce Maria, Nair Maria, Hilda Maria, e Antonio.


5.6 Suterio Bernardo Pereira (*~1870 +04/09/1910, Sertão, Porto Belo, de febre Sep: Porto Belo)





6. Rosalina Maria Soares

Casou com José Francisco Ramos, filho de Francisco Antonio dos Santos Ramos e Carolina Maria de Jesus.

Filhos:

6.1 Carolina (*01/11/1869, Camboriú Bat. 31/12/1869, Camboriú Padr: Avós paternos)


6.2 Maria Rosalina Soares (*~1871 +15/03/1886, Rio Pequeno, Camboriú, de "febre de meningite" Sep: Garcia, Camboriú)


6.3 Simião (*01/07/1872, Itapocu, Barra Velha Bat. 12/01/1874, Camboriú Padr: Custodio José da Rocha e sua mulher Custodia Francisca Pereira)


6.4 Guilhermina (*25/06/1874, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 28/11/1874, Camboriú Padr: Felippe José dos Santos Ramos e sua irmã Clara Francisca Pereira +06/11/1875, Barranco, Camboriú, de "vermes" Sep: Camboriú)


6.5 Raphael (+11/11/1875, Rio Pequeno, Camboriú, de "congestão abdominal" Sep: Camboriú)


6.6 Militão (*10/03/1876, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 14/09/1876, Camboriú Padr: Felippe Pereira Machado e Protetora Nossa Senhora do Bom Sucesso)


6.7 Francisco (*08/12/1877, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 08/06/1878, Camboriú Padr: Felippe Pereira Machado e sua mulher Maria Francisca Ramos)


6.8 Margarida (*22/02/1879, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 31/05/1879, Camboriú Padr: José Silverio Machado e sua mulher Margarida Francisco Ramos)


6.9 João (*12/06/1881, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 20/01/1881, Camboriú Padr: Geraldino Soares da Costa e Francisca Maria Pereira, solteiros)


6.10 Lucio (*20/08/1882, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 17/01/1883, Camboriú Padr: João Maximiano Pereira e Maria Bernardina da Silva)


6.11 Emilia (*08/05/1884, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 16/01/1885, Camboriú Padr: José Maximiano Pereira e sua mulher Maria Bernardina Garcia)


6.12 Cypriano (*26/09/1885 Bat. 04/04/1886, Camboriú Padr: Felippe França Benicio e sua mulher Anna Dorothea da Silva)


6.13 Estevão (*02/01/1888, Camboriú Bat. 15/05/1888, Camboriú)






Filhos de Fructuoso com Maria Infância de Nazareth:



1. Eufrasio Soares da Costa

Eufrasio Soares da Costa nasceu no dia 19/08/1839, em Itajaí, filho de Fructuoso Soares da Costa e Maria Infância de Nazareth. Foi batizado no dia 27/10/1839, em Itajaí, pelo Padre Francisco Rodrigues. Foram seus padrinhos: Manoel Soares e Joaquina Rosa. Ele aprendeu a escrever e se assinava: Euphrasio Soares da Costa. Mudou-se com a família para o Itaperiú, na Freguesia de Barra Velha.

Casou com Felisbina Pereira do Nascimento, que nasceu no dia 22/11/1838 (ou 19/08/1839), em Camboriú, filha de Joaquim José Pereira e Joaquina Ignacia de Borba Coelho, no dia 24/10/1863, em Penha, com o Padre João Rodrigues de Almeida. Foram testemunhas Alberto Antonio de Borba, de Penha, e José Francisco de Borba, de Itapocoroy.

Felisbina foi batizada no dia 09/02/1839, em Itajaí, pelo Padre Francisco Rodrigues. Foram seus padrinhos Joaquim Antonio da Cunha e Feliciana Pereira. Sua família mudou-se para o Itapocú, na Freguesia de Barra Velha.

O casal morou no Itapocú, na região do Escalvado do Itaperiú, na Freguesia de Barra Velha, onde tiveram seus filhos e foram lavradores.

Felisbina Pereira Soares faleceu com 74 anos no dia 05/10/1913, em sua residência. Foi sepultada no Cemitério de Itapocú.

Eufrasio Soares da Costa faleceu com 78 anos, no dia 30/04/1918, em sua residência, no Escalvado do Itaperiú, de influenza. Foi sepultado no Cemitério de Itapocú.

Filhos:

1.1 Carolina Martinha Soares (*11/1864, Barra Velha Bat. 11/12/1864, Barra Velha Pad: avós paternos +Antes 1918). Aprendeu a escrever.
Casou com João Martins dos Santos (*~1856, Villa do Paraty), morador nos Pinheiros, filho de Joaquim Martins dos Santos e Joanna da Cunha de Jesus, no dia 02/09/1893, na casa de seu pai, pelo cartório de Barra Velha.


1.2 João Francisco Soares (ou João Eufrazio Soares) (*29/08/1873, Itaperiú, Barra Velha Bat. 31/05/1874, Barra Velha Padr: José Felicio de Borba e Anna Maria da Conceição +Após 1918)
Casou com Eufrasia Maria da Conceição (*~1879, Barra Velha), filha de Eufrasio Barnabé de Avis e Maria Cypriana da Conceição, no dia 04/03/1905, no cartório do Itapocú e no religioso dia 08/04/1905, na Capela do Itapocú.
Viúvo, casou com sua prima Josefa Maria da Costa (*23/01/1876, Gaspar +Após 1902), filha de Eduardo Soares da Costa e Maria Joaquina Pereira da Silva, no dia 20/01/1913, em Araquari.


1.3 Maria Felesbina Basilia da Silva Soares (*23/05/1870, Barra Velha +26/03/1941, Barra Velha Sep: Itapocú)
Casou com Gregorio Damasio Machado Pereira (*29/03/1871, Barra Velha +14/06/1942, Itaperiú), filho de Damasio José Pereira Machado e Thomasia Rosa de Jesus, no dia 25/11/1893, no cartório de Barra Velha.

- [Ver filhos em Família Machado]


1.4 Maria Josepha da Silva (ou Josefa Felesbina Pereira) (*28/02/1876, Barra Velha Bat. 23/06/1876, Barra Velha Pad: Geraldino Soares da Costa e Joaquina Roza de Jesus +18/02/1916, Barra Velha, de influenza Sep: Itapocú)
Casou com Serafim Lucas Machado (*~1868 +15/07/1954, Santo Antonio Sep: Santo Antonio), filho de Lucas José Machado e Alexandrina Maria Leal, na igreja e no civil dia 31/01/1914, no cartório de Barra Velha. Moraram no Itapocú e no Itaperiú (1018-1923).
Filhos:

- Maria Vicencia da Silva (*22/01/1896 +Após 1954)
Casou com José de Borba Coelho Filho (+Após 1954), antes de 1916.
          - Nilo Borba (*~1922 +09/09/1936, Itaperiú Sep: Santo Antonio)

- Lucas Maciel Machado (*04/09/1898 +29/10/1942, na roça onde estava trabalhando, Barra Velha Sep: Santo Antonio).
Casou com Sophia Eliza de Moura (*30/04/1899), filha de José Lino da Rosa e Eliza Maria de Moura da Conceição, moradora no Morro Grande, no dia 29/12/1923, no cartório do Itapocú.
          - Antonio Maciel (*~1925)
          - Eliza Maciel (*~1929)
          - Idalicio Maciel Machado (*~1931)
          - Calilo Maciel Machado (*~1935)

- José Hemeterio (ou José Serafim Machado) (*~1900 +Após 1954)

- Joaquim Lucas Machado (*~1902 +Antes 1954)

- Bertholino Lucas Machado (*~1903 +Antes 1954)

- João Lucas Machado (ou João Serafim Machado) (*~1906 +Após 1954)


1.5 José Hemeterio Soares (ou José Eufrazio Soares) (*~1880, Barra Velha +Após 1918). Sabia escrever. Morou no Itapocú.
Casou com Rosa Maria Libania (*~1885, Barra Velha), moradora no Itapocú, filha de Antonio Pedro Dias e Maria Cypriana de Jesus, no dia 13/06/1903, no cartório de Barra Velha e no dia 03/10/1905, na Matriz de Barra Velha.





2. Laurentino

Laurentino nasceu no dia 12/11/1840, em Itajaí, filho de Fructuoso Soares da Costa e Maria Infancia de Nazareth. Foi batizado no dia 10/01/1841, em Itajaí, pelo Padre Francisco Rodrigues. Foram seus padrinhos Manoel Ignacio Borges e Francisca Maria.





3. Eduardo Soares da Costa 


Eduardo Soares da Costa nasceu no dia 09/02/1842, em Itajaí, filho de Fructuoso Soares da Costa e Maria Infancia de Nazareth. Foi batizado no dia 09/08/1842, em Itajaí, pelo Padre João Baptista Ramoino. Foram seus padrinhos Joaquim Ferreira da Cunha e Maria Santíssima da Conceição. Mudou-se com a família para o Itaperiú, na Freguesia de Barra Velha.

Casou com Maria Joaquina Pereira da Silva, nascida por volta de 1837, em Camboriú, filha de Joaquim José Pereira e Joaquina Ignacia de Borba Coelho, no dia 27/02/1867, em Paraty. Moraram na Freguesia de Barra Velha, nos Pinheiros, em Itajaí, e moraram por um tempo na Freguesia de Gaspar (06/1876), voltando a se estabelecer no Itaperiú, na Freguesia de Barra Velha..

No dia 04 de novembro de 1880, Eduardo Soares da Costa pediu ao Estado para comprar terras no Itaperiú.

Maria Joaquina faleceu aos 65 anos, no dia 25/09/1902, às duas horas da madrugada, no Itaperiú, de febre. Foi sepultada no Cemitério do Itapocú.

Eduardo faleceu entre 1908 e 1942.

Filhos:

3.1 Fructuozo de Braga Soares (*~1868 +Após 1902)
Casou com sua prima Carolina Conceição Pereira Ramos (*~1867), moradora no Itaperiú, filha de Claudino Francisco Ramos e de sua tia Clara Pereira do Nascimento, no dia 11/06/1892, na residência de Claudino Francisco Ramos. Moraram no Itaperiú.


3.2 José Soares de Braga (ou José Eduardo Soares, ou da Costa) (*16/04/1869, Barra Velha +02/01/1942, Santo Antonio Sep: Santo Antonio)
Casou com Custodia Maria de Souza (*~1872 +06/08/1944, Itaperiú Sep: Santo Antonio), moradora no Itaperiú, filha de José Luis de Souza e Maria Joaquina da Graça, no dia 23/06/1894, na casa de José Luis de Souza, no Itaperiú, pelo cartório de Barra Velha. Moraram no Itaperiú.
Filhos:

- Floria Maria Soares (ou Floria Custodia) (*04/05/1895, Itaperiú +Após 1932 Sep: Santo Antonio)
Casou com Antonio Jacinto de Borba (*05/02/1889, Itaperiú + Sep: Santo Antonio), morador no Itaperiú, filho de Jacintho Francisco de Borba e Luciana Antonia de Souza, no dia 31/12/1932, no cartório de Barra Velha.
Filhos:
          - [Ver filhos em Família Borba Coelho]

- Maria Custodia Soares (*~1896-1900 +Antes de 1942). Solteira em 1942.
Casou.
          - Manoel
          - Maria
          - Antonio
          - Benta
          - Rosa
          - Francisca

- Julião José Soares (ou Julião José da Costa) (*~1898, Itaperiú +23/05/1940, Guaramirim)
Casou com Maria Fernanda das Neves (*~1903, Itaperiú +29/07/1980, Joinville), filha de José Germano das Neves e Fernanda Luiza Catharina, no dia 03/06/1922, em Barra Velha e no dia 28/10/1923, na Capela de São João Batista de Itaperiú.
Filhos:
          - José Gregorio Soares (*04/05/1923 Itaperiú, Barra Velha Bat. 28/10/1923, Barra Velha)
          Casou com Tassiana Moreira (*17/03/1925 +01/07/2003, Joinville), filha de Manoel Justino Moreira e Romana Carolina Liberato Vieira.
          - Braz Soares (*06/09/1924, Itaperiú, Barra Velha +15/11/2005, Loanda, Paraná Sep: Loanda, Paraná)
          - Antonio Julião Soares (*30/06/1926, Itaperiú, Barra Velha)
          - João Julião Bonifácio (*25/05/1928, Itaperiú, Barra Velha +01/10/2004, Joinville Sep: Iririú)
          - Maria Joana Soares (*12/05/1930, Barra Velha +22/03/2000, Curitiba, Paraná Sep: Curitiba)
          Casou com Armando Moreira da Silva (*1927 +2003) no dia 24/02/1962, em Curitiba.
          - Elpidio Constantino da Costa (*01/09/1932, Itaperiú, Barra Velha)
          - Fernando
          - Geraldina
          - Julio Julião da Costa (*01/07/1940, Guaramirim +01/04/1985, Joinville Sep: 02/04/1985, Joinville)

- Antonio José Soares (*05/09/1902, Barra Velha)
Casou com Maria Floripa de Jesus (*17/08/1908, Camboriú), filha de João Faustino Sarmento e Maria Joanna de Jesus, no dia 11/01/1930, no cartório de Barra Velha.

- Francisca Custodia Soares (*11/10/1905 +13/01/1990 Sep: São João do Itaperiú). Solteira em 1944.

- Clarinda Custodia Soares (*06/10/1911, Barra Velha +28/02/1984, Hospital Marieta Konder Bornhausen, Itajaí Sep: São João do Itaperiú)
Casou com Antonio José Gonçalves (*03/09/1911, Barra Velha +04/09/1988, Barra Velha), filho de José Gonçalves Maria e Maria Joaquina de Jesus, no dia 15/01/1944, no cartório de Barra Velha.
Filhos:
          - [Ver filhos em Família Gonçalves Maria]


3.3 Firmino Soares da Costa (*09/1870, Barra Velha Bat. 12/07/1871 Pad: seus tios João Antonio da Silva Apollinario e sua mulher Joaquina Pereira da Silva +Entre 1902-1940)
Casou com sua prima Maria de Assumpção Pereira Ramos (*04/1870, Barra Velha +05/08/1940, Ribeirão do Salto Sep: Itaperiú), moradora na Freguesia de Itapocú, filha de Claudino Francisco Ramos e de sua tia Clara Pereira do Nascimento, no dia 20/05/1899, na casa de seu pai, no Itaperiú, e no dia 05/02/1908, em Blumenau.
Filhos:

- Clara Pereira Ramos (*~1903, Barra Velha)
Casou com Amaro Jozé Claudino (*~1893, Barra Velha), morador no Itaperiú, filho de José Claudino NarcizoRosa Victalina da Cunha, no dia 16/04/1922, na casa de Jordão Pereira Lima, no Itaperiú. Moraram no Itaperiú.
           - [Ver filhos em Família Narciso]

- Sinfronio Soares da Costa (*26/07/1906, Barra Velha +12/09/1966, Joinville, de câncer no cérebro Sep: Joinville)
Casou com Theophila Bernardina da Rocha (*28/12/1911, Itaperiú +14/08/1997, Joinville), filha de Idalicio Cypriano da Rocha e Bernardina Maria de Jesus, no dia 24/09/1932, em São João. Moraram no João Pessoa, em Guaramirim e em Joinville onde Sinfronio foi operário.
     - João Sinfronio Soares (*16/06/1942, Guaramirim +07/12/1942, João Pessoa, Guaramirim Sep: Guaramirim)
     - _ Soares
     - _ Soares
     - _ Soares


3.4 Maria Pereira Soares (ou Maria Eduarda da Conceição) (*15/03/1872, Barra Velha Bat. 12/08/1872 Padr: seus tios Eufrasio Soares da Costa e sua mulher Felisbina Pereira do Nascimento +Entre 1926 e 1934)
Casou com Felippe Correia da Silva (*~1870, Camboriú +30/10/1924, Itaperiú Sep: São João do Itaperiú), filho de João Alexandre da Silva e Joaquina Pereira da Rocha, morador no Itaperiú, no dia 07/02/1891, na residência de Manoel Jacintho Duarte, em Barra Velha.

- [Ver filhos em Família Correa]


3.5 Anna Maria Pereira (ou Anna Eduarda Soares) (*17/03/1874, Barra Velha Bat. 17/05/1874, casa de Missões na Ilhota, Itajaí Padr: João Soares da Costa e Anna Isabel Soares +Após 1902)
Casou com José Francisco da Conceição (*06/03/1868, Freg. de Barra Velha), filho de Francisco Alves de Souza e Maria da Conceição de Souza, morador no Itaperiú, no dia 16/02/1901, na residência de Eduardo Soares da Costa, no Itaperiú. 

- [Ver filhos em Família Alves de Souza]


3.6 Josefa Maria da Costa (*23/01/1876, Gaspar Bat. 09/06/1876, Gaspar Padr: José Anastácio de Oliveira e sua mulher Joaquina, moradores na freguesia de Gaspar +Após 1902).
Casou com seu primo João Eufrasio Soares, viúvo, filho de Eufrásio Soares da CostaFelisbina Pereira do Nascimento, no dia 20/01/1913, no Morro Grande, em Araquari.


3.7 Joaquina (*~1877 +Após 1902). Solteira em 1902.





4. Mariano Soares da Costa

Mariano Soares da Costa nasceu no dia 04/09/1843, em Itajaí. Foi batizado no dia 27/10/1843, em Porto Belo, pelo Padre João Baptista Ramoino. Foram seus padrinhos, Felicio de Borba Coelho e Thomasia Rosa. Mudou-se com a família para a Freguesia de Barra Velha.

Casou com sua prima Marcolina Ignacia da Conceição, nascida por volta de 1850, filha de seu tio materno Joaquim Francisco da Silveira e de Marianna Ignacia de Jesus, no dia 14/09/1872, na Matriz de Paraty. Moraram na Freguesia de Barra Velha e moraram por um tempo na Freguesia de Gaspar (01/1875-03/1876), mudaram-se novamente para a Freguesia de Barra Velha, e em 1896 moravam na Corveta, no atual município de Araquari.

Filhos:

4.1 Anna Soares da Conceição (*28/07/1873, Barra Velha Bat. 05/08/1873, Barra Velha Pad: Avós maternos: Joaquim Francisco da Silveira e Marianna Ignacia de Jesus)
Casou com seu primo João Felicio de Borba (*22/05/1871, Barra Velha), filho de José Felicio de Borba e de sua tia Anna Maria da Conceição, dia 04/04/1896, em Barra Velha. Moraram no Itaperiú.


4.2 José (*21/01/1875, Gaspar, Itajaí Bat. 27/10/1875, Camboriú Padr: José Francisco Ramos e sua mulher Rosalina Maria Soares +04/03/1876, Gaspar, vítima de malina Sep: Gaspar).


4.3 Francisco (*15/10/1876, Barra Velha Bat. 28/01/1877, Barra Velha Pad: Manoel José de Souza e Francisca Maria da Conceição)


4.4 Maria
(*05/08/1881, Camboriú Bat. 10/12/1881, Penha Padr: Raimundo Rosa da Silveira e Nossa Senhora da Conceição)


4.5 Bernardina (*26/04/1886, Barra Velha Bat. 10/05/1886, Barra Velha Pad: Emygdio Joaquim da Silveira e Silvana Francisca da Silveira)





5. Generosa Maria da Conceição (ou Generosa)

Generosa Maria da Conceição nasceu no dia 25/11/1844, em Itajaí, filha de Fructuoso Soares da Costa e Maria Infancia de Nazaré. Foi batizada no dia 11/03/1845, em Itajaí, pelo Padre João Baptista Ramoino. Foram seus padrinhos José Antonio de Oliveira e Maria Ignacia. Mudou-se com a família para a Freguesia de Barra Velha.

Casou com José Joaquim Pereira, nascido por volta de 1843, filho de Joaquim José Pereira e Joaquina Ignacia de Borba Coelho.

Generosa faleceu.

José Joaquim casou pela segunda vez com Serafina Maria da Conceição, ou Serafina Coelha Gomes ou Serafina Maria Leal, natural de Camboriú, filha de Domingos Coelho Gomes e Maria Luiza D'Assumpção. Moraram no Itaperiú.

José Joaquim Pereira faleceu após 1910.

Filhos:

- [Ver filhos em Família Pereira]





6. Isidoro 

Isidoro nasceu no dia 02/01/1846, em Camboriú e foi batizado no dia 27/05/1846, na Freguesia de Porto Belo. Faleceu ainda bebê, no dia 04/06/1846, em Camboriú e foi sepultado no Cemitério de Camboriú.






7. Marcolina

Marcolina nasceu no dia 17/10/1848, em Camboriú e foi batizada no dia 04/01/1849, na Freguesia de Porto Belo. Foram padrinhos Manoel Soares da Costa e sua mulher Maria Francisca Pereira.





8. Amandio Soares da Costa

Amandio Soares da Costa nasceu no dia 02/01/1846, em Camboriú. Foi batizado no dia 27/05/1846, em Porto Belo. Mudou-se com a família para a Freguesia de Barra Velha. Foi lavrador.

Casou com Joaquina Maria Francisca das Neves, ou de Jesus, nascida por volta de 1853, em Penha, filha de José Joaquim da Costa e Maria Francisca Caetana da Rosa, naturais de Itapocoroy, no dia 16/11/1868, na Matriz de Paraty. Foram testemunhas: José Francisco Ramos e Manoel José da Rosa.

Joaquina era neta paterna de Joaquim Antonio Marcelino e Maria dos Anjos e materna de Manoel Francisco da Rosa e Joanna Rosa de Jesus.

Moraram no Itapocú. Em 1878 requereu ao Estado a concessão de terras no Sertão do Rio de Itaperiú/Rio de Itapocu, em Paraty.

Joaquina faleceu entre 1888 e 1898. Viúvo, Amandio casou com Maria Rosa de Jesus, ou Maria Luiza, nascida por volta de 1860, na Enseada de Britos, solteira, moradora no Itaperiú, filha de Manoel Rodrigues de Medeiros e Luiza Joaquina Rosa de Jesus. O casamento civil ocorreu no dia 13/11/1898, no cartório de Barra Velha. Foram testemunhas: João Olegario da Silva, 47 anos, escrivão, nesta Freguesia; Marcellino Francisco Bernardes, 28 anos, lavrador, no Itaperiú; e Anna Lucinda da Rosa, 48 anos, lavradora, no Itaperiú. Também estavam presentes: Mariano Vicente de Mello, Domingos João de Borba, José Francisco da Conceição e João Vicente de Mello. O casamento religioso ocorreu no dia 20/12/1908, no Itaperiú. Foram testemunhas: Domingos José de Borba e Ernesto Rodrigues de Medeiros.

Amandio Soares da Costa faleceu após 1898.


Filhos com Joaquina Maria Francisca das Neves:

8.1 Dorothea (*06/02/1871, Barra Velha Bat. 22/07/1871, Barra Velha Pad: Os avós paternos Fructuoso Soares da Costa e Maria Infancia de Nazareth)


8.2 Maria (*10/11/1872, Barra Velha Bat. 02/02/1873, Barra Velha Pad: avós maternos José Joaquim da Costa e Maria Caetana da Anunciação)


8.3 Felicidade (*17/12/1876, Barra Velha Bat. 29/04/1878, Barra Velha Padr: Venâncio Joaquim da Costa e a valiosa proteção de Nossa Senhora da Conceição)


8.4 José (*08/01/1881 Bat. 12/03/1881, Penha Padr: José Pereira Soares e Nossa Senhora da Conceição)


8.5 Fructuoso (*15/04/1884, Barra Velha Bat. 10/08/1884, Barra Velha Pad: Geraldino Soares da Costa e Macharia Brigida de Jesus)


8.6 Henrique (*15/03/1888, Barra Velha Bat. 28/08/1888, Barra Velha Pad: Julio Alonço e Maria das Flores de Jesus)



Filhos com Maria Rosa de Jesus:

8.1² Harminda (*~07/1900 +30/05/1900, casa dos pais, de influenza Sep: Itapocú)





9. Geraldino Soares da Costa

Geraldino Soares da Costa nasceu por volta de 1859, na Freguesia de Barra Velha. Aprendeu a escrever e se assinava: "Jeraldino". Foi lavrador.

Em 1877, Geraldino foi um dos primeiros compradores de terras devolutas ao leste do Jaraguá e ao largo do Rio, na atual cidade de Jaraguá do Sul.

Casou com Maria Rosa de Jesus, filha de Cypriano Pereira da Rosa e Joaquina Andresa de Jesus, após 1881, com quem teve filhos. Moraram no Itapocú.

Maria Rosa de Jesus faleceu antes de 1899.

Viúvo, casou com Julia Vergina de Jesus, no dia 03/05/1899, às 11 horas, no cartório de Barra Velha. Foram testemunhas: Vicente Gonçalves de Souza, 50 anos, lavrador, no Itaperiú; José Ignacio de Santa Anna (Santanna), 45 anos; e Clarinda Rosa de Jesus, 36 anos, ambos negociantes, no distrito de Barra Velha. Também estavam presentes: João Vicente de Mello e Bernardino José de Borba.

Julia Vergina de Jesus nasceu por volta de 1878, em Penha do Itapocoroy, e era filha de André Gonçalves Nogueira e Virgina Florinda de Jesus, moradores no Serro, em Barra Velha.

Moraram no Distrito de Joinville e no Distrito de Barra Velha (1915).

Maria Joaquina de Jesus faleceu após 1903. Geraldino Soares da Costa faleceu entre 1915 e 1916.


Filhos com Maria Rosa de Jesus:


9.1 Eduvirges Maria Soares (*~1888, Joinville)
Casou com Vergilio Claudino da Silveira (*~1869, Itapocú), morador no Distrito de Joinville, filho de Claudino José Duarte da Silveira e Felicidade Leonor de Souza, no dia 22/02/1903, no cartório do Itapocú e no dia 06/10/1905, na Capela de Itapocú.
Filhos:

- João Vergilio Claudino. Morou no Limoeiro, em São João do Itaperiú.
     - Maria Etelvina (*09/01/1939)



9.2 Dorval Soares da Rosa (*21/02/1890, Barra Velha +Antes 1968)
Casou com Maria Alexandrina da Silveira (*~1892, Barra Velha +25/06/1968, Boa Vista, Joinville Sep: Joinville), filha de Jacintho Rita da Conceição e Alexandrinha Francisca da Silveira, no dia 03/07/1915, no cartório do Itapocú. Moraram em Joinville.

- [2 filhos]



9.3 Nicis Maria Soares (*~1892)
Casou com Liberatino Manoel da Silveira (*~1891), filho de Claudino José Duarte e Thereza Maria da Silveira, moradores na Beira do Rio Itapocú, distrito de Barra Velha, no dia 13/05/1916, no cartório do Itapocú.







Escravos de Fructuoso Soares da Costa:

Sabe-se que Fructuoso Soares da Costa teve uma escrava chamada Eva Catharina de Jesus que teve tos filhos: Gregorio, João Baptista, Manoella, Rita, Felippe, Justa e Procopio.


1. Eva Catharina de Jesus

Eva Catharina de Jesus, ou Eva Catharina das Dores, ou ainda Eva Saturnina, crioula, nasceu em São José, filha da escrava Catharina da Conceição. Foi liberta entre 24/11/1885 e 14/06/1887. Faleceu entre 1928 e 1936.

Filhos:


1.1 Gregorio Jacintho de Borba, pardo, nasceu escravo, no dia 13/03/1850, em Camboriú. Foi batizado no dia 21/04/1850, em Porto Belo. Foram seus padrinhos Manoel Soares da Silva e Maria Pereira da Silva.
Casou com Henriqueta Rosa de Jesus, da Conceição, ou Henriqueta Caetana, antes da lei civil, no dia 01/09/1888, na Igreja Matriz da Freguesia de Barra Velha. Foram testemunhas: Antonio Ignacio da Silveira e Onofre Francisco da Rosa.
Henriqueta nasceu escrava, por volta de 1869, em Barra Velha, filha de Vergilio Caetano e Rosa Maria de Jesus, ou de Lima. Moraram no Itinga (1889-1892) e no Itaperiú (1908). No dia 30/04/1914, Gregorio Jacintho de Borba recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de 108.900m² de terras no Itaperiú.
Gregorio faleceu no dia 14/03/1937, às 11 horas, em Santa Luzia. Foi sepultado em Santo Antonio.
Henriqueta faleceu no dia 28/06/1949, às 18 e meia, em um domicílio na Vila de Barra Velha. Foi sepultada no cemitério da Vila de Barra Velha. No registro de óbito dos dois diz que eles eram de cor branca.
Filhos:

- Maria Roza de Lima (Maria Henriqueta) (*31/08/1889, Itinga, Barra Velha)
Casou com João Leopoldo de Oliveira (ou João Delfino de Oliveira) (*~1891, Barra Velha +07/04/1957), filho de João Delphino de Oliveira e Maria Joaquina de Jesus, no dia 25/07/1914, na casa de José Francisco Garcia, no Itaperiú, pelo cartório de Barra Velha.

- Rosa Henriqueta de Jesus (*17/01/1891, Itinga, Barra Velha)
Casou com Sebastião Felesbino da Silva (*20/01/1882, Barra Velha), filho de Miguel Felisbino da SilvaMaria José de Maçaneiro, morador no Ai, no dia 11/04/1909, na residência de Raymundo Roza da Silveira, no Itaperiú. No dia 30/12/1922, Sebastião recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de 157.760m² de terras no Itaperiú.

- Christina Henriqueta de Borba (ou Christina Roza de Borba) (*06/05/1892, Itinga, Barra Velha)
Casou com Manoel João de Oliveira (ou Manoel Delfino de Oliveira) (*11/08/1885, Barra Velha +Antes 1937), filho de João Delphino de Oliveira e Maria Joaquina Pitta, no dia 01/03/1908, no Itaperiú. Foram testemunhas: João Leal da Silva (João Leal e Silva), 44 anos, negociante, em Barra Velha; Anselmo Frederico Brenneizen (Brenazen), 30 anos, lavrador, em Barra Velha; e Etervina Lucinda Silveira (Etelvina Lucinda Silveira), 37 anos, serviço doméstico, em Barra Velha.



1.2 João Baptista Soares (ou João Baptista da Silva) nasceu escravo por volta de 1858, em Camboriú. Aprendeu a escrever e se assinava "João Baptista Soares". Morava no Escalvado em 1890.
Casou com Luzia Alexandrina de Jesus, no dia 03/06/1893, na casa do Juiz de Paz Emilio Carlos Walter. Luzia nasceu por volta de 1868, em Barra Velha, e era filha de Alexandrina Maria de Jesus. Ela já possuía uma filha de pai incógnito e não de João Baptista, de nome Maria José, nascida em 19/03/1893, no Itapocú.
João Baptista faleceu após 1897.
Filhos:

- Paulina (*10/01/1895, Itaperiú)

- Antonio (*~1897)



1.3 Manoella Catharina de Jesus, ou Manoella Soares da Costa, nasceu escrava por volta de 1859, em Barra Velha. Foi liberta antes de 1876. Não aprendeu a escrever. Morou no Morro Grande, no Itapocú, em Barra Velha.
Solteira, teve o filho Marcos em 1876.
Antes de 1882 passou a viver com Julio Alonso dos Passos (*~1847, Espanha), filho de João Vicente e Angela Alonso, naturais e residentes na Espanha. Julio era "artista", pedreiro e carpinteiro, era alfabetizado, morador no Itapocú e se assinava: "Julio Alonso". Em 1888, Julio foi padrinho de batismo de Henrique, filho de Amandio Soares da Costa.
Oficializaram o casamento no dia 27/09/1894, na Igreja do Itapocú, com o Padre Missionário Marcelli Rochi e no civil dia 15/04/1895, no Itapocú.
Moraram em Barra Velha (1883-1888), no Itapocú de Barra Velha (1890-1893), no Itaperiú (1909), e no Escalvado (1918), e no Morro Grande (1924-1925). Por ainda não serem casados, os filhos constam nos registros como de pai incógnito.
Julio faleceu com 77 anos, no dia 04/04/1924, às 5 horas da tarde, em sua casa, no Morro Grande, Itapocú, de febre. Foi sepultado no Cemitério de Barra Velha.
Manoella faleceu no dia 13/07/1925, às 10 horas, em sua casa, no Morro Grande, no Itapocú, de gripe. Foi sepultada no Itapocú.
Filho de pai desconhecido:

- Marcos Pereira da Silva (*25/04/1876, Barra Velha, pardo, nascido livre Bat. 15/05/1876, Barra Velha Pad: Fructuozo João Jose Vieira e Francisca Roza da Silva +Após 1926). Sabia escrever. Morou no Morro Grande, no Itapocú.
Casou com Dina Antonia de Jesus (*~1890), moradora no Itapocú, filha de Antonio José Nogueira e Vicencia Cypriana de Souza, no dia 08/02/1908, no Itapocú.

Filhos com Julio Alonso:

- Raphael Aloncio Soares (*24/06/1883, Barra Velha, pardo, nascido livre Bat. 06/08/1883, Barra Velha Pad: Gregorio e Rita, escravos de Fructuoso Soares da Costa +Após 1926)
Casou com Bernardina Maria dos Santos (*~1892), filha de Antonio Elias dos Santos e Maria Cezarina da Conceição, no civil dia 15/06/1918, na casa de José Antonio dos Santos, no Itapocú.

- Thomasia (*16/01/1887, Barra Velha, nascido livre Bat. 14/06/1887, Barra Velha, como "Thomas" Pad: Gregorio Jacintho de Borba, escravo de Fructuoso Soares da Costa, e Nossa Senhora da Conceição +Após 1926)

- José Julio dos Passos (*27/04/1888, Barra Velha, nascido livre Bat. 11/06/1888, Barra Velha Pad: João Baptista da Silva e Justa Bernarda de Jesus +Após 1926). Foi artista.
Casou com Aguida Elias dos Santos (*~1896), filha de Antonio Elias dos Santos e Maria Cezarina da Conceição, no civil dia 14/12/1918, na casa de Julio Aloncio, no Escalvado.

- Maria (*10/03/1890, Itapocú, Barra Velha +Antes 1895)

- Maria (*+21/04/1892, Itapocú, Barra Velha, no ato do parto)

- João Vicente Aloncio (*01/07/1893, Itapocú, Barra Velha +Após 1926). Morou no Morro Grande.
Casou com Maria Carolina de Souza (*~1886), filha de Vicente Valentim de Souza e Carolina Maria do Espirito Santo, no dia 21/07/1917, no Itapocú.

- Izidra (+Após 1926)

- Veneranda Aloncia Soares (Veneranda Soares Alonço) (*08/08/1895, Itapocú +Após 1926)
Casou com Domingos Sebastião Cabral (*~1892), filho de Sebastião Cunha e Maria Cabral, falecidos e moradores de Camboriú, no dia 29/11/1914, no cartório do Itapocú. Foram testemunhas: Laudelino da Roza Leal e Ismael Maria da Conceição. Domingos raptou Veneranda, que estava grávida, e eles se casaram no civil.



1.4 Rita nasceu escrava no dia 10/10/1863, em Barra Velha. Foi batizada no dia 21/11/1863, em Barra Velha. Foram seus padrinhos: Agostinho Carvalho Bueno e Maria Luísa do Nascimento.



1.5 Felippe Antonio da Rocha, ou Felippe Eva, mulato, nasceu escravo no dia 10/06/1866, em Barra Velha. Foi batizado no dia 12/12/1866, em Barra Velha. Foram padrinhos seus padrinhos: Joaquim Jose Pereira e a Invocação de Nossa Senhora da Conceição. Aprendeu a escrever. Morou no Itaperiú.
Casou com Margarida Eulalia da Conceição, ou Margarida Felicia dos Santos, parda, nascida livre no dia 12/02/1873 por conta da Lei do Ventre Livre, moradora no Itaperiú, filha de Felicia Luiza da Graça, escrava que fora de Joaquim José Pereira, no civil dia 31/12/1891, em Barra Velha e no dia 06/01/1893, na Capela de Barra Velha. Com a união ela passou a assinar-se Margarida Felicia da Rocha.
Moravam no Itapocú em 1892, no Itaperiú em 1894, 1896 e 1909, no Escalvado em 1916 e no Itaperiú em 1924 e 1927. No dia 17/04/1914, Felippe Antônio da Rocha recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de 69.540m² de terras no Itaperiú.
Felipe Antonio da Rocha faleceu com 70 anos no dia 18/10/1936, às 17 horas, no Escalvado, de causa ignorada. Foi sepultado no Cemitério de Itapocú. Faleceu sem testamento e deixou bens a inventariar.
Margarida mudou-se para São Francisco do Sul. Ela faleceu entre 1952 e 1969.
Filhos:

- Francisco (*09/09/1892, Itapocú, Barra Velha +Antes 1936)

- Eulalia Margarida da Conceição (*23/03/1894, Itaperiú +09/10/1969, Joinville Sep: Joinville)
Casou com seu primo Cassimiro Eugenio Pereira (~1894), filho de Antonio Pereira de Assumpção e Vicentina Roza de Jesus, no dia 23/04/1916, na casa de seu pai, no Escalvado. Tiveram 8 filhos. Mudaram-se para Joinville.
          - [8 filhos]

- Maria Paula (*28/04/1896, Itaperiú +04/04/1897, Itapocú Sep: Itapocú)

- Itelvina da Rocha (*~1898). Solteira em 1936.

- Geraldo Felippe da Rocha (*12/1903, Itaperiú +04/05/1952, Praia Bonita, Vila da Glória, São Francisco do Sul, de bronquite pulmonar Sep: Vila da Glória). Sabia escrever. Foi carpinteiro em São Francisco do Sul.
Casou Etervina Francisca Theodora (*26/09/1907, Barra Velha), filha de Pedro Theodora Ribeiro e Francisca Maria Theodora, moradores no Serro, no dia 29/01/1927, na casa de seu pai, no Itaperiú. Mudaram-se para São Francisco do Sul.
          - Raul Geraldo da Rocha. Morou na Prainha, no Saí, em São Francisco do Sul.
          - Felipe Geraldo da Rocha. Foi pescador. Morou em São Francisco do Sul.
          - Arnoldo
          - Margarida da Rocha (*~1933, Barra Velha +04/11/1953, São Francisco do Sul Sep: Vila da Glória)
          Casou com Pedro da Silva.
          - Francisca
          - Maria
          - Zenaide
          - João Paulo
          - Pedro
          - Zorita (*~1949)



1.6 Justa Maria da Conceição (ou Justina, Justa Eva, ou Justa Bernarda de Jesus), parda, nasceu escrava por volta de 1868, em Barra Velha. Foi liberta antes de 1885. Não se casou. Morava no Escalvado (1890) e no Itapocú (1893) e no Ai, no Itaperiú (1928). Faleceu com 60 anos, no dia 23/04/1928, no Ai. de febre. Foi sepultada no Itapocú.
Filhos:

- Isabel (*02/09/1885, Barra Velha, nascida livre Bat. 24/11/1885, Barra Velha Pad: Emygdio Joaquim da Silveira e Nossa Senhora da Conceição)

- Maria (*25/10/1890, Escalvado, Barra Velha)

- Leontina (*24/08/1893, Itapocú, Barra Velha)



1.7 Procopio nasceu no dia 07/07/1893, às seis horas da manhã, no Itapocú.





Referências

- APESC. Índice geográfico dos processos de terras da secretaria da agricultura e do abastecimento - Coordenação de Legitimação e Cadastramento de Terras Devolutas - COLECATE. Florianópolis, mar. 2010.
- APESC. Processo de terra de Frutuoso Soares da Costa. Florianópolis.
- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.
- MAFRA, Inácio da Silva. Genealogia.
- TOMIO, Telmo. Genealogia e História.