Família de Claudino Ramos


Por Elis de Sisti Bernardes


A família de Claudino Ramos já estava estabelecida no Itaperiú antes de 1890.

Claudino Francisco Ramos, ou  Claudino José dos Santos Ramos, nasceu no dia 21/11/1837, filho de Francisco Antonio dos Santos Ramos e Carolina Rosa de Jesus e era morador no Rio de Itapocú.

Casou com Clara Pereira da Silva, ou Clara Pereira do Nascimento, nascida por volta de 1844, filha de Joaquim José PereiraJoaquina Ignacia de Borba Coelho, no dia 02/08/1873, no Itapocú, com o Padre João Maria Cybeo que revalidou o matrimônio dos dois que já contraíram nulamente. Foram testemunhas: Justino Francisco Garcia e Jose ?. Padre Cybeo os dispensou do impedimento de consanguinidade em segundo grau igual de linha transversal. Por penitência, Padre Cybeo solicitou que eles doassem 2$000 para Obra Pia do Bispado e que rezassem por um mês sete pater, ave e gloria.

Moraram no Itaperiú.

Claudino faleceu entre 1892 e 1899.

A família mudou-se para o Distrito de Itapocú, antes de 1899 e antes de 1908 voltou a morar no Itaperiú. Clara faleceu no dia 03/08/1930, no Ribeirão do Salto, às 10 horas, de gripe. Foi sepultada no Cemitério do Itaperiú.



Filhos:



1. Carolina Conceição Pereira Ramos (*~1867)
Casou com seu primo Fructuozo de Braga Soares (*~1869), morador no Itaperiú, filho de Eduardo Soares da Costa e de sua tia Maria Pereira da Silva, no dia 11/06/1892, na residência de Claudino Francisco Ramos. Após o casamento ela passou a assinar-se Carolina Ramos Pereira Braga. Moraram no Itaperiú.





2. Maria Assumpção Pereira Ramos (*04/1870, Barra Velha Bat. 12/07/1871 Padr: Felippe Jose dos Santos Ramos e a Invocação de Nossa Senhora da Conceição +05/08/1940, Ribeirão do Salto Sep: Itaperiú). Sabia escrever.
Casou com seu primo Firmino Soares da Costa (*09/1870, Barra Velha Bat. 12/07/1871 Pad: seus tios João Antonio da Silva Apollinario e sua mulher Joaquina Pereira da Silva +Entre 1902-1940), morador no Itaperiú, filho de Eduardo Soares da Costa e Maria Pereira da Silva, no dia 20/05/1899, na casa de seu pai, no Itaperiú. Moraram no Itaperiú.

Filhos:

- [Ver filhos em Família Soares da Costa]





3. Jozepha Pereira Ramos (*27/08/1872, Barra Velha Bat. 03/02/1873 Pad: Eufrazio Soares da Costa e sua mulher, Felisbina Pereira do Nascimento +05/10/1922, Itaperiú, de febre espanhola Sep: Santo Antonio)
Casou com Pedro Celestino Pereira (*19/05/1883, Barra Velha), filho de João Pereira da Silva CatharinaMaria Clementina de Borba, na igreja católica. Moraram no Itaperiú.
Filho:

- [Ver filhos em Família Pereira]





4. Epiphanio (*27/04/1874, Saco Grande, Itajaí Bat. 01/06/1874, Itajaí Padr: José Joaquim Pereira, casado, morador no Itapocu, e madrinha Nossa Senhora da Conceição +29/06/1874, Itajaí Sep: Itajaí)





5. Maria da Gloria Ramos (*~1876 +08/05/1942, Ribeirão do Salto Sep: Santa Cruz). Morou no Ribeirão do Salto. Solteira.





6. Veronica (*09/07/1877, Taquaras, Camboriú Bat. 23/09/1877, Camboriú Padr: Pedro Francisco Ramos, solteiro, e Protetora Nossa Senhora do Bom Sucesso +29/06/1880, Bom Fim, Camboriú, "desastrosamente" Sep: Camboriú)





7. Galdino (*18/04/1879, Ribeirão do Meio, Camboriú Bat. 06/09/1879, Camboriú Padr: Florippe Pereira Machado e sua mulher Maria Francisca Ramos)





8. Simplicio dos Santos Ramos (*29/07/1880, Rio Pequeno, Camboriú Bat. 13/01/1881, Camboriú Padr: José Silverio Machado e Margarida Francisca Ramos +05/08/1962 Sep: Santa Cruz)
Casou com Tertuliana Isabel da Conceição (*24/04/1882, Barra Velha +26/07/1954 Sep: Santa Cruz), moradora no Itaperiú, filha de José Ignacio da Silva e Isabel Maria da Conceição, no dia 29/02/1908, na residência de José Ignacio da Silva, no Ribeirão do Salto. Moraram em Massaranduba e no Ribeirão do Salto, no Itaperiú.
Filhos:

- Ignacia Ramos (*~1909, Blumenau)
Casou com José Espindola (*~1900, Guarany, RS), filho de João Maria de EspindolaMaria do Carmo de Azevedo, morador de Santo Antonio, no dia 12/01/1927, na Capela de Santo Antonio.

- Antonio Simplicio Ramos (*09/03/1913 +29/04/1999 Sep: Santa Cruz)
Casou com Martinha Maria Ramos (*20/03/1913 +08/12/1974 Sep: Santa Cruz). Moraram no Ribeirão do Salto.
Filhos:
          - João Antonio Ramos (*27/08/1936 +02/07/1983 Sep: Santa Cruz)
          - Nair Martinha Ramos (*20/08/1938 +05/05/1945, Ribeirão do Salto Sep: Santa Cruz)

- João Simplicio Ramos (*22/09/1917, Barra Velha +22/01/1987, Joinville Sep: Santa Cruz). Morou em Massaranduba.
Casou com Sofia Tolentina Vieira (*30/08/1918, Biguaçu +16/11/1986 Sep: Santa Cruz), filha de João Placido Vieira e Tolentina Maria Vieira, no dia 27/04/1940, na casa da noiva, pelo cartório de Barra Velha. Moraram no Ribeirão do Salto e em Araquari.
Filhos:
          - Maria Sofia Ramos (*06/03/1941 +15/04/1943, Ribeirão do Salto Sep: Santa Cruz)
          - Antenor (*~1944)
          - José Ramos (*~1945)
          - Rosalvo (*~1947)
          - Joacir (*~1951)
          - Terezinha Sofia (*~1955)
          - Valmor (*~1957)
          - Orli (*~1961)

- Bernardina Tertuliana da Conceição Ramos (*20/05/1915 +07/07/1954, Ribeirão do Salto Sep: Santo Antonio)
Casou com João Albino de Souza (*14/09/1908), filho de Antonio Albino de Souza e Paulina Maria de Azevedo, no dia 10/02/1934, em Barra Velha.
Filhos:
          - [Ver filhos em Família Souza]





Referências

- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.