Família Mello


Por Elis de Sisti Bernardes


A família Mello estabeleceu-se no Itaperiú ainda antes de 1886.

Joaquim José Vicente de Mello nasceu por volta de 1834, em Camboriú, filho de José Vicente de Mello e Camilla Rosa de Jesus, naturais de Camboriú. Neto paterno de Vicente Ferreira de Mello, natural de São José da Terra Firme, e de Joaquina Rosa de Jesus, de Itapocoroy, e neto materno de Francisco Gonçalves Fagundes, natural de de São Miguel da Terra Firme, e de Faustina Rosa de Jesus, natural de Santo Antônio de Lisboa. Não aprendeu a escrever e foi lavrador.

Joaquim casou com Maria Rosa de Jesus, natural de Camboriú, filha de João Vicente dos Santos e Anna Rosa de Jesus.

O casal teve ao menos nove filhos:
1. Joaquina Rosa de Jesus
2. José Joaquim de Mello
3. Manoel Vicente de Mello
4. Maria Rosa de Jesus
5. Bernardino Vicente de Mello
6. Idalina Maria de Jesus
7. Cypriano Vicente de Mello
8 João Vicente de Mello
9. Mariano Vicente de Mello 

A família mudou-se para a Freguesia de Barra Velha por volta de 1860, onde também moraram outros irmãos de Joaquim.

No dia 25/01/1883, Joaquim José Vicente de Mello pediu ao Estado para comprar 900 braças de terras de frente com 500 de fundos no rio Itaperiú. Em 1886 já moravam no Itaperiú.

Maria Rosa de Jesus faleceu entre 1899 e 1904.

Viúvo, aos 70 anos, Joaquim casou pela segunda vez com Joaquina Nunes de Jesus, de 40 anos, natural de São Miguel, moradora Itaperiú, filha de Joaquim Nunes e Maria Florencia de Jesus, naturais de São Miguel, e viúva de Jacob Theiss.

O casamento civil ocorreu no dia 17/09/1904, às 2 horas, na residência do noivo, no Itaperiú. Ignacio José de Ávila era o Juiz de Paz e João Olegario da Silva, o Escrivão. Foram testemunhas: Vicente Gonçalves de Souza, de 56 anos, lavrador; Epiphanio Vieira Leal, de 36 anos, fazendeiro, na zona contestada Rio Negro; João Leal da Silva, de 41 anos, negociante no distrito de Barra Velha; e Etelvina Lucinda Silveira, de 33 anos, negociante, no mesmo distrito. Também estavam presentes os filhos de Joaquim, Mariano Vicente de Mello e Cypriano Vicente de Mello.

Joaquim José Vicente de Mello faleceu com mais de 75 anos, no dia 29/10/1918, em sua própria residência, no Itaperiú, de morte natural. Foi sepultado no Cemitério público do distrito de Itapocú.


Filhos com Maria Rosa de Jesus: 



1. Joaquina Rosa de Jesus (ou Joaquina Maria de Jesus) (*~1858, Camboriú +03/09/1929, na residência de um filho, no Itinga, Barra Velha Sep: Barra Velha)
Casou com João Estevão Caetano (*São Francisco +Entre 1929 e 1940), filho de Dionisio José Caetano da Silva e Carolina Maria d'Oliveira, no dia 05/10/1878, na Igreja de Barra Velha. Moraram no Itinga, em Barra Velha (1898-1907).
Filhos:

1.1 Carolina Joaquina de Jesus (*08/08/1879, Barra Velha Bat. 10/12/1879, Barra Velha Padr: Antonio Rodrigues de Moura e Anna Rosa de Moura). Gêmea de Maria. 
Casou com Galdino Rodrigues de Medeiros (*~1878, Itapocoroy), morador no Itinga, filho de Manoel Rodrigues de Medeiros e Justina Rosa de Jesus, no dia 08/09/1898, na casa de Salvador Jacintho da Silva, no Tinga.

1.2 Maria Joaquina da Conceição (Mariquinha Conceição) (*08/08/1879, Barra Velha Bat. 10/12/1879, Barra Velha Padr: José Joaquim de Mello e Maria Rosa de Jesus +23/12/1940, Itaperiú Sep: Itapocú). Gêmea de Carolina. 
Casou com José Agostinho de Carvalho (*14/09/1871, Itajaí +16/10/1936, Itaperiú Sep: Itapocú), filho de Agostinho Carvalho Bueno e Maria dos Santos, no dia 06/11/1897, na casa do avô materno da noiva, Joaquim José Vicente de Mello, no Itaperiú.
Filhos:

1.3 José João Dionizio (*~1880, Barra Velha). Sabia escrever.
Casou com Fernanda Leopoldina de Oliveira (*~1880, Barra Velha +Antes 1905), moradora no Itinga, filha de Ignacio Alves da Silva e Leopoldina Maria de Oliveira, no dia 13/12/1902, na casa de Ignacio Alves da Silva, no Itinga.
Viúvo, casou com Maria Perciliana de Oliveira (*~1886, Barra Velha), filha de Maximiano Antunes de Gois e Perciliana Rosa de Oliveira, no dia 29/06/1905, na casa de Pedro Firmiano de Ramos, no Taboleiro.

1.4 Manoel Martinho Caetano (*17/02/1882, Barra Velha Bat. 24/09/1882, Barra Velha Padr: Nazario Caetano da Silva e Idalina Maria de Jesus)
Casou com Carolina Maria Duarte (*~1879, Penha +Antes 1929), moradora no Itinga, filha de José Furtunato Duarte e Maria Carolina Duarte, no dia 09/02/1907, no cartório de Barra Velha. 

1.5 Bernardina Joaquina de Jesus (*15/06/1884, Barra Velha Bat. 18/10/1884, Barra Velha Padr: Manoel Vicente dos Santos e Jovita Antonia Faustina +23/01/1979, Joinville)
Casou com Antonio Fortunato Duarte (*~1881, Penha +28/05/1941, Itinga, Barra Velha), morador no Itinga, filho de José Furtunato Duarte e Maria Carolina de Jesus, no dia 30/09/1905, na casa de Manoel Dionysio da Silva, no Itinga.
Filhos:
- Maria Bernardina Duarte (*~1874)
- Joaquina Duarte Pereira (*~1879)
Casou com João Margarido Pereira, antes de 1905.
- Lialcino Antonio José (*~1880)
Casou antes de 1905.
- Antonia Bernardina Duarte (*~1882)
- Luzia Bernardina Duarte (*~1885)
- Carolina Duarte (*~1893)

1.6 Damasio João Dionysio (*12/12/1885, Barra Velha Bat. 24/01/1886, Barra Velha Padr: Avós paternos +1955, Barra Velha).
Casou com Thomazia Antonia de Jesus (*~1886, Barra Velha), moradora no Itinga, filha de Serafim Machado Gallo e Antonia Carolina de Oliveira, no dia 14/09/1907, na casa de Francisco Rodrigues de Medeiro, no Itinga. 

1.7 Margarida (*05/02/1888, Barra Velha Bat. 11/06/1888, Barra Velha Padr: Avós maternos +Antes 1929)

1.8 Deunisyo João Deunisyo (ou Dionizio Estevão Caetano) (*30/06/1890, Barra Velha)

1.9 Antonio João Deunisyo (*12/06/1894, Barra Velha)
Casou com Rita Maria da Conceição (+Antes 1920).
Viúvo, Antonio casou com Maria Felesmina Roza (Bilica) (*04/10/1896, Barra Velha +13/06/1955), no dia 15/05/1920.
Filhos:
- Braz (*03/03/1921) 
- João 
- Gervásio 
- Rosalvo 
- Deusdedita Deunisyo (Delzedite) (*10/08/1924) 
Casou com Manoel João dos Passos, em 18/06/1951.
- Oracina 
- Maria Rosa Deunisyo (Mariquinha) (*13/04/1929) 
Casou com Djalma Machado de Souza, em 1963.
- Rosa Maria Deunisyo (*20/08/1930)

1.10 Sebastião João Caetano (*~1895)
Casou.

1.11 Emilia (*1896, Barra Velha +Antes 1929)

1.12 Nestor Sebastião Caetano (ou Ernesto Sebastião Caetano) (*26/02/1897, Barra Velha +Antes 1929)
Casou com Rosa Felismina Bernardes de Souza (*08/01/1900 [1899?], Barra Velha +24/03/1942), filha de Manoel José de Souza e Felismina Rosa Bernardes, no civil dia 07/04/1923, e na igreja no dia 28/04/1923, no Itaperiú.
Filhos:
- Maria Rosa Caetano (*09/01/1924, Barra Velha +04/06/1962, Luiz Alves) 
Casou com João Policarpo da Costa (Colete) (*25/05/1908 +17/02/1969, Luiz Alves), em 23/11/1946, no Itinga.
          - Rosalvo da Costa (*~1948) 
          - Ana Maria da Costa (*~1949) 
          - Sebastião João da Costa (*~1951) 
          - Alicar João da Costa (*~1953) 
          - Rosa da Costa (*~1954) 
          - Vicente Darci da Costa (*~1959) 
          - Mario Manoel da Costa (*~1961) 
- Nestor Sebastião Caetano Filho (*17/09/1931) 
Casou com Tereza Lucio, em 21/08/1976, em Penha 
- Antonia Rosa Caetano (*~1940)





2. José Joaquim de Mello (ou José Joaquim dos Santos) (*10/07/1854, Camboriú +26/06/1941, Morro dos Monos Sep: Santa Cruz). Morador no Itaperiú e no Morro dos Monos (1927)
Casou com Maria José da Conceição (*28/08/1866, Barra Velha +03/07/1941, Morro dos Monos Sep: Santa Cruz), moradora no Itapocú, filha de José Luis de Souza e Maria Joaquina da Graça, no dia 26/09/1886, na Matriz provisória de Barra Velha, celebrado pelo Padre Vicente d'Angenzio. Foram testemunhas: Jose Felicio de Borba e João Luis dos Santos. Moraram no Itaperiú (1891) e no Morro dos Monos. No dia 22/12/1908, José Joaquim recebeu do Estado de Santa Catarina a concessão de 370.576 m² de terras no Ribeirão dos Monos, no Itaperiú e no dia 06/06/1918 a concessão de 320.400 m² no Morro dos Monos.
Filhos:

2.1 João (*17/08/1887, Barra Velha Bat. 10/04/1888, Barra Velha Padr: Avós maternos +Antes 1941)

2.2 Manoel José de Mello (*23/08/1888, Barra Velha +14/12/1944, Morro dos Monos Sep: Morro dos Monos (Cem. Santa Cruz))
Casou com Isabel Galdino da Silveira (*05/?/1898, Barra Velha +16/06/1956 Sep: Santa Cruz), filha de Galdino Demeciano Duarte e Silvana Francisca da Silveira, no dia 10/12/1916, no cartório de Barra Velha.
Catolino Melo 
Filhos:
- Alcides de Mello (*~1917)
Casou antes de 1944.
- Maria Silveira de Mello (*~1918)
- Marculina Silveira Mello (*~1919)
- Catolino Mello (*11/09/1920)
Casou com Maria Lilia de Ávila (*10/01/1924 +1983), filha de Bento Malaquias de Ávila e Lilia Maria Correa, no dia 04/04/1949, no cartório de Barra Velha. 
          - Ademar Mello (*~1947 +10/10/1948, Barra Velha Sep: Santa Cruz)
Após viuvar, Catulino casou com Itervina Barauna, no dia 13/12/1996, em Joinville.
- Isabel Mello (*~1922)
- Galdino Melo (*23/06/1923, Barra Velha)
Casou com Angelina Marcolina de Oliveira (*22/08/1931, Penha), filha de Francisco José de Oliveira e Marculina Amara de Oliveira, no dia 18/11/1950, no cartório de Barra Velha.
- João Mello (*~1925)
- Amelia Mello (ou Amelia Silveira Melo) (*12/03/1923, Barra Velha)
Casou com Manoel Machado (*15/11/1919, Luiz Alves), viúvo, filho de Pedro e Antonia Machado, no dia 18/11/1950, no cartório de Barra Velha.
          - Maria (*29/06/1950)
- Deniz Mello (*~1928)
- Bernardina Silveira Mello (*~1930)

2.3 José Joaquim de Mello Junior (*13/03/1890, Itaperiú, Barra Velha +10/07/1941, Morro dos Monos Sep: Santa Cruz). Sabia escrever.
Casou com Lucinda Deolinda Coelho (*04/03/1890, Barra Velha +02/09/1982, Barra Velha Sep: Santa Cruz), moradora no Itaperiú, filha de Zeferino José da RozaDeolinda Maria Francisca Coelho, no civil em 15/04/1922, na casa de Crispim José Ferreira, no Itaperiú, pelo cartório de Barra Velha, e dia 13/06/1923, na Capela de Santo Antonio de Itaperiú. Moraram no Morro dos Monos. 
Filhos:
- Maria Lucinda de Mello (*~1923)
- Avelino de Mello (*~1925)
- Vicente de Mello (*~1927)

2.4 Quirino José de Mello (*03/11/1891, Itaperiú, Barra Velha +24/04/1985, Joinville Sep: Santa Cruz, São João do Itaperiú)
Casou com Francisca Maria Agostinha de Carvalho (*29/01/1899, Itaperiú +Após 1941), filha de José Agostinho de Carvalho e Maria Joaquina da Conceição, no civil dia 13/04/1920, na casa de seu pai no Itaperiú, e no religioso no dia 01/05/1920, no Itaperiú. Moraram no Morro dos Monos e após 1950 mudaram-se para Joinville. 
Filhos:
- Maria Francisca de Carvalho (*~09/1922 +16/12/1933, Morro dos Monos Sep: Itaperiú)
- Otavio de Melo (*~1923 +01/04/1941, Morro dos Monos Sep: Santa Cruz). Solteiro.
- Margarida (*~1925)
- José Mello (*1930)
- Tereza Francisca de Melo (*02/03/1934, Barra Velha)
Casou com Leoclides Campos (*04/03/1923, Barra Velha +16/05/1986, Joinville), filho de Eusebio Benigno de Campos e Maria Gonçalves de Campos, no dia 26/08/1950, no cartório de Barra Velha.

2.5 Maria José dos Santos (*21/05/1893, Itaperiú, Barra Velha +Após 1941)
Casou antes de 1941.

2.6 Tereza Maria Conceição (*30/06/1895, Itaperiú, Barra Velha +1973, Joinville)
Casou com seu primo Venancio João de Mello (*18/03/1902, Barra Velha +1966, Joinville), morador no Morro dos Monos, filho de João Vicente de Mello e Maria Florinda de Jesus, no dia 22/11/1924, na Igreja de Penha, e no dia 16/04/1927, no cartório de Barra Velha.

2.7 Fermino José de Mello (*03/03/1897, Barra Velha +07/09/1973, Joinville Sep: Cemitério do Fátima, Joinville)
Casou com Rita Maria de Carvalho (*13/09/1909, Ribeirão da Corda, Joinville), filha de Francisco Agostinho de Carvalho e Maria Jacinta de Jesus, no dia 28/09/1932, na casa de José Satiro de Oliveira, no Morro dos Monos. Mudaram-se para Joinville.
Filhos:
- Maria Rita de Mello (*09/08/1929)
- Rosa Rita Mello (*17/02/1931)
Casou com Gregório Vitor Silva, no dia 07/03/1951, no cartório de Barra Velha.
- Francisco (*~1932)
- José (*~1936) 
- João (*~1937)
- Alberto (*~1938) 
- Agenor (*~1942) 
- Margarida (*~1944)
- Juvenal (*~1948) 
- Evanilde (*~1950)

2.8 Justina (*31/08/1900, Barra Velha +Antes 1941)





3. Manoel Vicente dos Santos (ou Manoel Vicente de Mello) (*~1860 +Antes 1919)
Casou com Ermelinda Maria do Espirito Santo (ou Hermelina Brigida Ferreira Borges) (+Após 1932), filha de Henrique Ferreira Borges e Brigida Maria do Espirito Santo, no dia 06/07/1886, na Matriz provisória de Barra Velha, celebrado pelo Padre Vicente d'Angenzio. Foram testemunhas: Antonio Rodrigues de Moura e Francisco Ferreira Borges. Henrique Franco Monçura também estava presente. Moraram no Itaperiú.
Filhos:

3.1 Maria (*30/10/1890, Itaperiú, Barra Velha)

3.2 Vergina (*25/11/1894, Itaperiú, Barra Velha)

3.3 Manoel (*05/07/1895, Itaperiú, Barra Velha)

3.4 Nila Ermelinda do Espírito Santo (*23/07/1905, Araquari +11/01/1991, Joinville Sep: Itapocú)
Casou com Paulo José Borges (*28/05/1898 +15/01/1979, Joinville Sep: Itapocú), filho de José Joaquim Borges e Luiza Maria do Espírito Santo, no religioso dia 08/08/1920, no civil dia 31/12/1932, na casa de Paulo, no Itinga, Barra Velha. Moraram em Joinville.





4. Maria Rosa de Jesus (*~1861, Barra Velha +08/02/1942, às 10 horas, em um domicílio no Itaperiú Sep: Santo Antonio)
Casou com Ernesto Rodrigues de Medeiros (*~1866, Penha +23/07/1936, Barra Velha Sep: Santo Antonio), filho de Manoel Rodrigues de Medeiros e Luiza Rosa de Jesus, moradores em Penha, em 1903, na Freguesia de Penha. Moraram no Itaperiú.
Filhos: 






5. Bernardino Joaquim de Senna (ou Bernardino Joaquim de Leme, ou Bernardino Vicente de Mello) (*21/05/1863, Barra Velha Bat. 16/01/1864, Barra Velha Padr: Eduardo Soares da Costa e Maria Faustina da Graça, solteiros +Antes 1919). Sabia escrever. Foi lavrador.
Casou com Narciza Maria Pereira (*17/04/1865, Barra Velha), moradora no Ribeirão da Corda do distrito de Joinville, filha de Manoel Joaquim Pereira e Maria Narcisa de Jesus, no dia 24/12/1891, na casa do Juiz de Paz Onofre Francisco da Rosa. Foram testemunhas: Marcellino de Borba Pereira, 34 anos, lavrador, no Ribeirão da Corda; José Vicente Thomas, 36 anos, lavrador, no Ribeirão da Corda; D. Francisca Paula de Jesus, 32 anos, lavradora, no Ribeirão da Corda. Também estavam presentes: João Vicente de Mello; Cypriano Vicente de Mello; Octavio Francisco da Rosa; e Catulino Onofre da Rosa. Moraram no Distrito de Joinville.





6. Idalina Maria de Jesus (*02/08/1865, Barra Velha ou Camboriú Bat. 12/12/1866, Barra Velha Padr: José Thomas de Mello e Anna Pereira da Silva, ambos solteiros +11/10/1924, 10 horas da noite, Itaperiú, sua residência, após sofrer 1 mês Sep: Santo Antonio). Tinha alienação mental.
Não se casou.





7. Cypriano Vicente de Mello (*~1868, Camboriú +Após 1922). Sabia escrever. Foi lavrador.
Casou com Lidia Pereira (dos Santos) (*11/03/1875, Barra Velha +Após 1922), moradora no Itaperiú, filha de José Joaquim Pereira e Serafina Maria da Conceição, no dia 02/02/1895, na casa de José Joaquim Pereira, no Itaperiú. Foram testemunhas: João Estevão Caetano, 62 anos, lavrador, nesta Freguesia; Augusto Julio dos Passos, 36 anos, negociante, no Itaperiú; Lidia Rosa da Silveira, 22 anos, no Itaperiú. Também estavam presentes: Joaquim Pereira; e José Ferreira Fagundes.
Filhos:

7.1 José Cypriano de Mello (*13/09/1895, Itaperiú, Barra Velha). Não sabia escrever.
Casou com Maria Clementina de Jesus (*~1900, Barra Velha), filha de João Claudino da Silveira e Clementina Maria da Conceição, no dia 07/06/1919, no cartório de Barra Velha.

7.2 Lauro (*24/08/1896, Itaperiú, Barra Velha) 

7.3 Maria Lidia dos Santos (*11/08/1897, Barra Velha)
Casou com Roberto Floriano de Borba (*~1879, Penha), viúvo de Antonia Bernardina de Sena, filho de Floriano Antonio de Borba e Anna Maria Pereira, moradores no Itaperiú, no dia 08/01/1916, no Morro dos Monos.
Filhos:
- [Ver mais em Família de Floriano Antonio de Borba]

7.4 Lucinda Lydia Mello (*~1899, Itapocú)
Casou com Manoel Ignacio Borges (*09/02/1864, Barra Velha +Após 1918), morador no Itapocú, viúvo de Maria Joaquina Magdalena de Jesus, filho de Januário Ignacio Borges e Luiza Valentina Duarte, no civil dia 28/10/1916, no cartório do Itapocú, e no dia 30/05/1918, na Igreja de Barra Velha.

7.5 Evergisto (*04/10/1900, Barra Velha) 

7.6 Hercilio (*28/04/1904, Barra Velha) 

7.7 Catharina (*21/05/1905, Barra Velha) 

7.8 Appolonia (*03/10/1907, Barra Velha)





8. João Vicente de Mello (*~1870, Barra Velha +Antes 1919). Sabia escrever. Foi lavrador.
Casou com Maria Florinda de Jesus (*~1878, Barra Velha +Após 1927), moradora no Itaperiú, filha de Francisco Dionysio da Rosa e Florinda Maria Rosa, no dia 15/08/1896, na casa de João Manoel de Aguiar. Foram testemunhas: Manoel Vicente de Mello, 32 anos, lavrador, neste distrito; João Manoel de Aguiar, 29 anos; e Maria Lina da Rocha (ou dos Reis), 28? anos, lavradores, moradores no Ipiranga. Também estavam presentes: Domingos Francisco Linhares; Perfeito Manoel de Aguiar. Moraram no Morro dos Monos (1927).

8.1 Belmiro (*~05/1897 +15/07/1897, Itaperiú, Barra Velha Sep: Itapocú)

8.2 Arminda Maria de Jesus (*~1901, Barra Velha)
Casou com Antonio Manoel dos Santos (*~1896, Barra Velha), filho de Manoel Antonio dos Santos e Rosa Maria de Borba, no dia 19/03/1920, na Matriz de Barra Velha
- Manoel (*15/12/1923, Itajuba, Barra Velha)
- Maria Arminda dos Santos (*26/07/1920 +13/06/2005, Guaramirim)
Casou com Otransito de Sousa (*30/12/1915, Itaperiú, Barra Velha +20/06/1990, São Bento do Sul), no dia 20/01/1940, em Santo Antônio do Itaperiú, Barra Velha.
          - Darci Maria de Sousa, Nasc. 13 Nov 1953, Barra Velha

8.3 Venancio João de Mello (*18/03/1902, Barra Velha +1966, Joinville). Morou no Morro dos Monos.
Casou com Thereza Maria da Conceição (*30/06/1895 +1973, Joinville), moradora no Morro dos Monos, filha de José Joaquim de Mello e Maria José da Conceição, no dia 22/11/1924, na Igreja de Penha, e no dia 16/04/1927, no cartório de Barra Velha.





9. Mariano Vicente de Mello (*25/01/1871, Barra Velha Bat. 11/08/1872, Barra Velha Padr: Joaquim Francisco da Silva e sua mulher Marianna Ignacia de Jesus +Após 1927). Sabia escrever. Foi lavrador e Inspetor do quarteirão n. 10, no Itaperiú.
Casou com Clarinda Maria de Souza (*03/09/1884, Penha +Após 1927), moradora no Itaperiú, filha de João Thomas da Silva e Maria Custodia de Souza, no dia 29/04/1899, na casa de João Thomaz da Silva, no Itaperiú. Foram testemunhas: Cypriano Vicente de Mello, 32 anos; Francisco Gonçalves de Souza, 35 anos; e Leonidia Cezarina de Jesus, 31 anos; todos lavradores, no Itaperiú. Também estava presente: Cypriano Vicente de Mello. O casamento religioso ocorreu apenas no dia 05/10/1905, na Capela de Itapocú, celebrado pelo Padre Ludovico Coccolo. Foram testemunhas: Cypriano Vicente Mello e João Damasio Machado.
Filhos:

9.1 João Patricio de Mello (*17/03/1900, Barra Velha)
Casou com Ocalina Izabel dos Santos (*08/02/1903, Barra Velha), filha de Quintino Felicio dos Santos e Izabel Izidra da Trindade, no dia 23/04/1927, no cartório de Barra Velha.

9.2 Anastacio (*23/03/1901, Barra Velha) 

9.3 Francisco (*17/10/1905, Barra Velha)

9.4 Nilo (*05/05/1922 Bat. 13/03/1924 Padr: Bento Thomas da Silva e Maria Verissima Pereira)





Referências

- APESC. Índice geográfico dos processos de terras da secretaria da agricultura e do abastecimento - Coordenação de Legitimação e Cadastramento de Terras Devolutas - COLECATE. Florianópolis, mar. 2010.
- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.
- MAFRA, Inacio da Silva. Famílias Mafra. Genealogia.
- TOMIO, Telmo. Genealogia e História.