Família de Francisco Dionysio da Rosa


Por Elis de Sisti Bernardes


Ainda no século XIX, estabeleceu-se no Itaperiú a família de Francisco Dionysio da Rosa.

Francisco Dionysio da Rosa nasceu por volta de 1836, na Freguesia de Armação de Itapocoroy, filho de Dionysio José da Rosa Garcia e Lauriana Rosa de Jesus, naturais de Armação de Itapocoroy. Neto paterno de Manoel da Rosa Mancebo Garcia e Thereza Rosa de Jesus, naturais da Freguesia de São José da Terra Firme. Neto materno de Manoel Correia da Silva, natural de São Miguel da Terra Firme, e de Bernardina Rosa de Jesus, natural de Itapocoroy. Francisco morava em Piçarras.

Casou com sua prima materna Florinda Maria Rosa de Borba, nascida no dia 08/03/1846, em Armação de Itapocoroy, moradora em Piçarras, filha de Manoel Correia da Silva e Maria Rosa de Jesus, naturais de Armação de Itapocoroy, morador na Itaipava, em Itajaí. Neta paterna de Manoel Correia da Silva, natural de São Miguel da Terra Firme, e de Bernardina Rosa de Jesus, natural de Itapocoroy. Neta materna de Antonio de Borba Coelho, natural de São Miguel da Terra Firme, e de Rosa Ignacia, natural de Itapocoroy.

O casamento ocorreu no dia 28/02/1865, na Capela de Penha, e foi celebrado pelo Padre João Rodrigues de Almeida. Foram testemunhas: Alberto Antonio de Borba e Serafim Antônio de Borba. 

Por volta de 1878 já moravam na Freguesia de Barra Velha. Em 1891, moravam no Serro e após 1896 já moraram no Itaperiú, onde os filhos se casaram.

Francisco Dionysio da Rosa faleceu entre 1902 e 1938. Florinda Maria Rosa faleceu entre 1902 e 1938.



Filhos:



1. Maria (*07/04/1867, Penha Bat. 11/11/1867, Penha Padr: Serafim Antônio de Borba e Maria Rosa de Jesus)





2. Manoel Francisco da Rosa (ou Manoel Francisco Deunisio) (*09/05/1868, Penha Bat. 04/07/1868, Penha Padr: Floriano Antonio de Borba e Anna Maria Pereira +06/05/1938, Medeiros, Barra Velha Sep: Medeiros). Morou no Itinga.
Casou com Bernardina Amelia de Jesus (*~1881, Penha), filha de Bernardino Thomé de Linhares e Amelia Florentina de Jesus, moradora em São João, no dia 09/02/1902, na casa de Manoel Rodrigues Silveira, no São João. Foram testemunhas: João José de Ávila, 42 anos, lavrador, no São João; Francisco Gonçalves de Souza, 37 anos, no Itaperiú; Ernesto Rodrigues de Medeiro, 34 anos, lavrador, neste distrito; e Maria Magdalena da Conceição, 40 anos, no São João. Também estavam presentes: Euzebio Pedro Vieira; Pedro Alves de Souza; Francisca Paula Conceição; e João Vicente de Mello.

- Não tiveram filhos.


Viúvo, Manoel casou novamente com Vitalina Zezuina Tavares (*~1888 +21/06/1938, Medeiros Sep: Medeiros), filha de Florencio Tavares e Zezuina Tavares.
Filhos:

- Maria Vitalina Tavares da Rosa (*~1903)

- José Manoel Deunisio (*~1905)

- Custodia Vitalina Tavares da Rosa (*~1908)

- Felipe Manoel Deunisio (*~1910)

- Ananias Vitalina Tavares da Rosa (*~1912)

- Serafina Vitalina Tavares da Rosa (*~1914)

- Benta Vitalina Tavares da Rosa (*~1916)





4. Rosa (*02/03/1874 Bat. 14/05/1874, Penha Padr: Manoel Joaquim de Souza e Maria Rosa)





5. Maria Florinda de Jesus (*~1878, Barra Velha +Após 1927)
Casou com João Vicente de Mello (*~1870, Barra Velha +Antes 1919), filho de Joaquim José Vicente de Mello e Maria Rosa de Jesus, lavrador, morador no Itaperiú, no dia 15/08/1896, na casa de João Manoel de Aguiar. Foram testemunhas: Manoel Vicente de Mello, 32 anos, lavrador, neste distrito; João Manoel de Aguiar, 29 anos; e Maria Lina da Rocha (ou dos Reis), 28? anos, lavradores, moradores no Ipiranga. Também estavam presentes: Domingos Francisco Linhares; Perfeito Manoel de Aguiar. Moraram no Morro dos Monos (1927).

- [Ver filhos em Família Mello]





6. José Francisco Dionysio (*27/06/1878, Barra Velha Bat. 07/07/1878, Penha Padr: Avós maternos). Morou no Itaperiú.
Casou com Maria José da Rosa (*~1882, Camboriú), filha de Ponciano José da Rosa e Joaquina Anna de Jesus, moradora no Itaperiú, no dia 30/10/1920, na Capela de São João de Itaperiú. Moraram no Itaperiú.





7. Marcelina (*16/01/1880, Barra Velha Bat. 16/05/1880, Barra Velha Padr: Manoel Antonio de Borba e Francisca Rosa de Jesus)





8. Domingos (*19/12/1886 Bat. 23/02/1887, Penha Padr: José Antonio dos Santos Junior e Maria Porphiria de Jesus)





Referências


- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.