Família Monteiro


Por Elis de Sisti Bernardes


Já no século XX, antes de 1920, estabeleceu-se no Itaperiú a família Monteiro, Everaldino Tristão Monteiro e sua esposa Eleonora Maria Kleis, recém-casados.

Everaldino Tristão Monteiro, conhecido por muitos apenas como Monteiro, nasceu por volta de 1897, em São José, filho de Eustachio Tristão Monteiro e Maria Cardoso. Neto paterno de José Tristão Monteiro e Joaquina Duarte da Conceição, naturais do Rio Grande do Sul, e materno de João Cardoso da Silva e Manoela Constantina Xavier.

Eustachio Tristão Monteiro e Maria Cardoso moraram em São José e em 1899 mudaram-se para Camboriú e antes de 1906 mudaram-se para Luiz Alves. Tiveram os seguintes filhos:
- Phillomena Monteiro (*~1883 +Antes 1933). Casou com João Paulo da Cunha.
- Belisaria Germana Monteiro (*~1889, Biguaçu Alto). Casou com José Domingos de Almeida, em Luiz Alves.
- Jardelino Tristão Monteiro (*11/06/1893, São José)
- Everaldino Tristão Monteiro (*~1897, São José)
- Isoleta Lacinia Monteiro (*~1907)
- Alayde Dallila Monteiro (*15/02/1912, Luiz Alves)

Eustachio Tristão Monteiro era alfabetizado e foi Secretário de Superintendência Municipal de Palhoça (1894-1896). Em Camboriú, foi Escrivão de Paz do Cartório de Camboriú (1899-1903), além de membro do Partido Republicano Catarinense, regente da banda musical União Camboriuense (1900), e Tenente da Polícia, sendo 1º suplente do comissário de polícia (1901-1904). No dia 15/06/1906 foi nomeado Escrivão de Paz vitalício do Cartório de Luiz Alves após ser aprovado em concurso, mudando-se com a família para a localidade. Em 30/09/1914 recebeu 12 meses de licença do cargo.

Eustachio faleceu com 52 anos, no dia 07/12/1918, em sua casa, em Luiz Alves, vítima de gripe espanhola. Foi sepultado no Cemitério São Vicente, em Luiz Alves.

Everaldino casou com Eleonora Maria Kleis, nascida dia 21/02/1899 em Luiz Alves, então pertencente à Itajaí, filha de João José Kleis e Anna Thereza Graf, residentes no Ribeirão Miguel, em Luiz Alves. Neta paterna de Paulo Kleis e Ernestina Werner e materna de Augusto Graf e Sophia Werner.

O casamento ocorreu no dia 01/03/1919, no cartório de Luiz Alves. O casal estabeleceu-se em São João do Itaperiú ainda antes de 1920.

A mãe de Everaldino, Maria Cardoso Monteiro, moradora em Luiz Alves, faleceu no Itaperiú, com 63 anos, no dia 27/09/1933, às 13 e meia, de causa ignorada. Foi sepultada no Cemitério de Itaperiú.

Em 1942, Everaldino mudou-se para a Enseada, em São Francisco do Sul. No dia 27 de março de 1947, Everaldino inaugurou o Empório e Bar Monteiro, onde por simplicidade da época, a linguiça era exposta em um pau. Após quatro gerações o pau da linguiça continua como atração e mostruário de linguiça no mesmo estabelecimento. Uma festa teve início em 2009, como uma brincadeira entre amigos que a levaram adiante e festejam anualmente a Festa do Pau da Linguiça, que hoje faz parte do calendário das festas de São Francisco do Sul.

Everaldino faleceu com 69 anos, no dia 25/06/1967, às 04 e meia, em sua casa na Enseada, de calopso cardíaco. Foi sepultado no Cemitério da Enseada, em São Francisco do Sul.

Eleonora faleceu com 74 anos, no dia 27/07/1973, às 09 horas, em sua casa na Enseada, de enfarte do miocárdio. Foi sepultada no Cemitério da Enseada, em São Francisco do Sul.


Filhos: [8]



- Evilina Monteiro (*23/04/1920, Barra Velha)
Casou com Vital Musse (*10/05/1914, Paraty), filho de Jorge Musse e Marta Zatar, comerciantes, naturais da Síria, no dia 31/12/1935, na casa de Everaldino, em São João do Itaperiú, pelo cartório de Barra Velha.





- Euclides Raul Monteiro (Soni) (*04/10/1923, Barra Velha +04/06/1996, São João do Itaperiú, de acidente com máquina agrícola Sep: São João do Itaperiú). Foi comerciante.
Casou com Nacir Passos (Cici) (*16/09/1930, São João do Itaperiú +12/04/2012, Joinville Sep: São João do Itaperiú), filha de José Augusto do Passos e Elvira Maria de Faria, no dia 17/10/1946, na casa de José Augusto, em São João do Itaperiú. Moraram em São João do Itaperiú, onde ele foi comerciante e ela professsora.
Filhos:

- Elio Otavio Monteiro

- Ademar Monteiro

- José Osvaldo Monteiro (*28/03/1952 +13/12/1991 Sep: São João do Itaperiú)
Filhos:
          - Samantha Monteiro (*23/05/1988 +20/12/1991 Sep: São João do Itaperiú)

- Maria Eleonor dos Passos Monteiro
Casou com José Acacio Delmonego (*01/11/1949 +07/02/2013 Sep: São João do Itaperiú).
Filhos: [2]

- Edson Monteiro

- Eliâni dos Passos Monteiro (Nani)





- Erna Maria (*16/10/1924, São João do Itaperiú Bat. 22/11/1924, São João do Itaperiú Padr: Pedro Gonçalves de Souza e Maria Lucinda de Aguiar)





- Eleonor Erondina Monteiro (*23/10/1930, São João do Itaperiú +28/01/1931, Itaperiú Sep: São João do Itaperiú). Gêmea de Erica.





- Erica Erondina Monteiro (*23/10/1930, São João do Itaperiú). Gêmea de Eleonor.





Referências

- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- FRANCISCO, José Eli. Caros ouvintes. 2011.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros