Família de José Satiro de Oliveira


Por Elis de Sisti Bernardes


Já no século XX, mudaram-se para o Itaperiú a família de José Satiro de Oliveira.

José Satiro de Oliveira nasceu no dia 22/07/1882, no lugar denominado Mato, em Porto Belo, filho de Manoel José Theodoro e Narcisa Matildes da Conceição. Neto paterno de Manoel Pedro de Aguiar e Theodora da Conceição e materno de Manoel Ramos de Oliveira e Mathildes Rosa de Jesus. Foi batizado no dia 12/07/1883, na Igreja Matriz de Camboriú. Foram seus padrinhos, Próspero Laurindo de Aguiar e Rosa Silveira da Conceição, solteiros

Sua mãe faleceu quando ele tinha apenas 5 anos, com apenas 27 anos, no dia 30/10/1887, no lugar denominado Mato, em Porto Belo, de "febre perniciosa", deixando cinco filhos órfãos. Foi sepultada no Cemitério da Matriz de Porto Belo. Após a morte da mãe, seu pai se casou com Venancia Rita de Jesus, natural de Camboriú, filha de Rita Ignacia de Jesus.

José Satiro casou com Luzia Maria da Conceição, nascida dia 24/03/1889, no cartório de Camboriú. Antes de 1917 a família se mudou para o Morro dos Monos, no Itaperiú.

José Satiro de Oliveira faleceu com 50 anos, no dia 12/08/1933, às 6 horas, no Morro dos Monos. Foi sepultado no Cemitério de Santo Antonio, no Itaperiú.

Luzia Maria da Conceição faleceu no dia 01/10/1960. Foi sepultada no Cemitério de Santo Antonio, em São João do Itaperiú.



Filhos:



- Eduvirges Satiro de Oliveira (*18/10/1907, Camboriú +28/02/1982, Joinville Sep: Joinville). Foi comerciante.
Casou com Francisca Generosa Garcia (*22/10/1907, Morro dos Monos +24/01/1973, Joinville Sep: Joinville), Thomaz Francisco Garcia e Generosa Virginia da Rocha, no dia 31/07/1935, no Morro dos Monos, pelo cartório de Barra Velha.. Ela foi professora em Santa Cruz. Mudaram para Joinville à Rua Jasmim. Eduvirges foi motorista.
Filhos:

- Elnir Salme de Oliveira (*23/12/1936 +10/05/1989 Sep: Santo Antonio)

- José Satiro de Oliveira (*1937)

- Eluir de Oliveira (*1941)





- João Satyro de Oliveira (+04/06/1936, Morro dos Monos, assassinado Sep: Santo Antonio)
Casou com Etelvina Garcia de Oliveira (tia Vivi) (*28/02/1911, Morro dos Monos +22/07/2003 Sep: Santo Antonio), filha de Thomaz Francisco Garcia e Generosa Virginia da Rocha, no dia 10/02/1934, no Morro dos Monos, pelo cartório de Barra Velha. Após viuvar, Etelvina casou com Antonio Ladislau de Azevedo, em 20/04/1946.
Filhos:

- Elmir de Oliveira (*~1934)

- João Satiro de Oliveira (*01/06/1936 +13/04/1952, Santo Antonio, de morte violenta Sep: Santo Antonio). Gêmeo de José.

- José Satiro de Oliveira (*01/06/1936). Gêmeo de João.





- Dario (*~1912 Bat. 21/04/1912, Camboriú Padr: Dario Cesar Pereira e Virgina Lanz Pereira)





- Waldemiro Satiro de Oliveira (*04/03/1917, Morro dos Monos)
Casou com Benta Generosa Garcia (*28/01/1918, Morro dos Monos +28/11/1985, Joinville), filha de Thomaz Francisco Garcia e Generosa Virginia da Rocha, no dia 10/09/1938, no Morro dos Monos, pelo cartório de Barra Velha. Moraram em Joinville.
Filhos:

- Salavone de Oliveira (*~1939)

- Osvades de Oliveira (*~1941)

- João Jonecir de Oliveira (*~1943)

Após ficar viúvo Waldemiro casou com Ambrosia Sant'Ana de Borba, no dia 17/05/1986, em Joinville, e com Terezinha Vitória, no dia 31/08/1990, em Joinville.





- José





- Maria





- Alfredo Satiro de Oliveira (*10/03/1922, Barra Velha)
Casou com Maria Luzia Alves (*11/01/1928, Barra Velha), filha de Pedro Antonio Alves e Luzia Albana Alves, no dia 25/01/1947, em São João do Itaperiú, pelo cartório de Barra Velha.





- Vitorino





- Rosina





- Dimas Satiro Oliveira (+Após 1947)





- Braz





- Ilda





- Alvaro





- Anibal






Referências


- CARTÓRIO CIVIL. Livros de registros.
- IGREJA CATÓLICA. Livros de registros.