Ameríndios


Por Elis de Sisti Bernardes


Os primeiros habitantes do território catarinense foram os índios. Seus ancestrais pré-históricos, que viveram entre 5 mil e 10 mil anos atrás, formados por caçadores-pescadores-coletadores, deixaram inúmeras inscrições gravadas nas pedras em diferentes sítios arqueológicos espalhados pelo Estado. 

Alguns desses sítios se localizam nas proximidades de São João do Itaperiú, na vizinha Barra Velha. No Costão dos Náufragos encontram-se oficinas líticas, que são bacias de polimento, locais onde as populações pré-históricas preparavam seus instrumentos, como machados de pedra e raspadores.


Oficina lítica no Costão dos Náufragos, em Barra Velha (Foto de Fabio Krawulski Nunes)

Além das oficinas líticas, em Barra Velha também encontram-se sambaquis. O nome sambaqui vem do guarani e significa "monte de conchas" (tamba = concha, ki = monte). Cada sambaqui é um museu natural de objetos antiquíssimos. O homem do sambaqui tinha hábitos diferentes dos nossos. Não possuía cemitério, mas sepultava seus mortos no lugar onde habitavam, por isto encontramos nos sambaquis numerosos esqueletos humanos, neles também são encontrados além de conchas de moluscos, ossos de peixe, aves e mamíferos. Barra Velha possui pelo menos quatro sambaquis, sendo que o maior deles está situado na localidade da Faísqueira e possui 988 m².



1. Peabiru

Na região onde hoje se localiza o município de São João do Itaperiú passava um caminho utilizado pelos índios ao se deslocarem do interior do continente até a costa, denominado Peabiru. Peabiru significa "caminho de grama amassada" e era utilizado para denominar não apenas um caminho, mas uma extensa rede de trilhas que ligava a região dos Andes ao litoral Atlântico. 

Um dos troncos principais do Peabiru ligava a localidade de Cananéia, no atual litoral de São Paulo, à cidade de Cuzco, no Peru. Uma das suas variantes começava no litoral Norte de Santa Catarina.



2. Itaperiú

As terras onde hoje se localiza o município de São João do Itaperiú eram habitadas por índios Guaranis. Nessa região passava um caminho utilizado pelos índios ao se deslocarem do interior do continente até a costa, denominado Peabiru. Itaperiú é uma palavra de origem tupi guarani e era utilizada pelos índios ao se referirem ao rio que banha o lugar.

A região do Itaperiú recebeu seus primeiros povoadores por volta de 1810, formados por descendentes dos açorianos. Foi então fundada a comunidade do Itaperiú, as margens do rio Itaperiú e do rio São João. Com a chegada desses povoadores, os índios botocudos, que ocupavam a região fugindo da perseguição em outras regiões do país, passaram a ser denominados de "bugres" e eram vistos como uma ameaça, assim como esses novos povoadores para os índios.

Assim como ocorreu em toda a América, os conflitos com os primeiros colonizadores e as doenças trazidas pelos europeus dizimaram a maior parte da população nativa original.





Referências


- NUNES, Fabio Krawulski. Arqueologia no Vale do rio Itapocú.